Beleza

Pelos encravados na virilha? Aprenda a resolver o problema

O pelo encravado na virilha é um dos efeitos colaterais da depilação com lâmina, mas existe alguns cuidados para tratar e aliviar o problema.

O pelo encravado na virilha é um dos incômodos mais comum entre as mulheres, principalmente após a depilação com lâmina. Então, além do desconforto na região, como dor, vermelhidão e coceira, também tem efeito sobre a aparência da pele. Já que o pelo encravado pode causar manchas e até caroços, que em alguns casos pode ser confundidos com problemas mais graves, como herpes e verrugas.

No entanto, o pelo encravado em si não é um problema grave. Na verdade, se trata de uma infecção, causada quando o pelo que não consegue romper a camada superior da epiderme e assim, continua crescendo na parte interior da pele. Sendo assim, pode causar bolinhas na pele, semelhantes a espinhas com ou sem pus, que coçam muito e podem causar dor.

A chamada foliculite é um problema relativamente simples de resolver e até mesmo prevenir. Com alguns cuidados e mudanças de hábito é possível tratar e evitar que o problema volte a ocorrer. Contudo, dependendo da gravidade, um médico dermatologista pode indicar o melhor tratamento.

Tratamento e prevenção do pelo encravado na virilha

O pelo encravado na virilha tende a sumir com o tempo, sem a necessidade de um tratamento específico. No entanto, há alguns cuidados que você pode aderir para aliviar o problema e até mesmo evitar que volte a acontecer. Como esse é um problema relacionado com a depilação, mais frequente em pelos grossos e encaracolados os principais cuidados são com a remoção dos mesmos.

1 – Higiene da lâmina

Se você tem o costume de se depilar com a lâmina, o ideal é que ela esteja bem afiada. Aliás, temos uma matéria ensinando como afiar suas lâminas.

E além disso, é recomendado trocar a lâmina frequentemente e fazer a sua higienização sempre antes de utilizar. Para isso, você pode usar água quente e sabão antisséptico para eliminar as bactérias que podem levar à infecção.

2 – Não compartilhe sua lâmina

O compartilhamento de lâminas de depilação podem tornar o objeto mais propenso a causar infeções. Portanto, a recomendação é que cada um tenha a sua própria lâmina. Até porque você não sabe que tipos de bactérias tem na lâmina de outra pessoa.

3 – Direção dos pelos

O ideal é sempre se depilar seguindo a direção dos pelos. Desse modo, você diminui as chances de se cortar e ter infecções. Isso é especialmente válido na hora de depilar a virilha, que assim é menos provável que você tenha pelos encravados.

4 – Lavar a pele com água morna

Nos cuidados em geral para evitar o pelo encravado na virilha a higiene é fundamental. Então, a recomendação é lavar a pele com água morna e um sabonete neutro diariamente. Fazendo isso, facilita a dilatação dos poros da pele, o que é favorável à remoção do pelo encravado.

5 – Creme ou pomada

No caso da inflamação por pelo encravado, um dermatologista pode indicar um tratamento que inclui dermocosméticos, como pomada, loção ou gel com antibióticos. Os mais indicados nesse caso são a neomicina, a gentamicina e a mupirocina. Esses ativos irão combater as bactérias, e consequentemente melhorar os demais sintomas, como a dor e coceira.

6 – Esfoliação

A esfoliação é outro cuidado muito eficaz para prevenir e tratar o pelo encravado na virilha. Ao esfoliar a pele, fazendo movimentos circulares, eliminamos a camada mais superficial da pele e suas impurezas, assim tornando mais fácil a saída dos pelos. O ideal é fazer uma esfoliação na região uma vez por semana, quando a pele não estiver inflamada.

Aliás, você pode conferir várias receitas de esfoliantes caseiros nessa outra matéria completa sobre esfoliação corporal.

7 – Hidratação da pele

Além da esfoliação, outro cuidado fundamental para a pele é a hidratação. O uso frequente de cremes hidratantes evitam o ressecamento da pele, além de amolecer o folículo piloso, o que ajuda na saída do pelo encravado. O ideal é aplicar o hidrante logo após o banho.

8 – Depilação a laser

Como vimos até aqui, um dos agravantes do pelo encravado na virilha é a depilação com lâmina. Então, uma opção é aderir a depilação a laser como forma de eliminar os pelos. Isso porque esse tipo de procedimento destrói o folículo piloso, ou seja, o pelo não volta a crescer e não tem o risco de encravar.

Ou então, você pode explorar outras opções de depilação em casa.

9 – Uso de remédio

Por fim, em casos em que a infeção é mais grave, o médico dermatologista pode indicar o uso de antibióticos orais. Tais como eritromicina ou cefalexina, que devem ser tomados de 3 a 4 vezes ao dia, por um período de 10 dias. Esses remédios vão controlar a infeção, tratando os seus sintomas e aliviando os incômodos.

Complicações possíveis do pelo encravado

Como dito anteriormente, o pelo encravado em si não é um problema grave, e pode ser tratado em casa. Contudo, em alguns casos a inflamação pode evoluir para outros sintomas mais graves, e o médico deve ser consultado.

As principais complicações que podem ocorrer devido ao pelo encravado na virilha incluem o aumento da dor, e inchaço na região, normalmente indicando um acúmulo de pus. Além disso, pode dar febre também, já que esse é um dos sinais comuns de infecção.

E por último, o problema sendo recorrente, aparecendo constantemente, apesar dos cuidados é algo que deve ser encaminhando a um médico especialista.

Em qualquer um desses casos, marque uma consulta com o seu dermatologista, para que ele análise o seu caso e prescreva o melhor tratamento.

Enfim, aproveite para conferir também 3 formas de como tirar pelo encravado mais facilmente.

Fontes: Istoé Tua Saúde Drauzio

Bibliografia 

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA SÃO PAULO. Foliculite: especialista explica a inflamação do pelo encravado. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/foliculite-especialista-explica-inflamacao-do-pelo-encravado/>. Acesso em 05 ago 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dermatologia na Atenção Básica de Saúde. 2002. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guiafinal9.pdf>. Acesso em 05 ago 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Foliculite. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/foliculite/7/#tratamento>. Acesso em 05 ago 2021

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você