Saúde

Como fazer o autoexame de mama: passo a passo e 12 sinais de alerta

Outubro Rosa é o mês da campanha de conscientização e prevenção do câncer de mama. É muito importante saber como fazer o autoexame de mama.

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização. Cujo objetivo é alertar as mulheres e a sociedade quanto à importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Além disso, a campanha incentiva e ensina como fazer o autoexame de mama.

Em suma, para fazer o autoexame da mama é preciso seguir apenas três passos: observação em frente ao espelho, palpar a mama de pé e depois deitada. Ademais, o ideal é fazer o autoexame uma vez por mês, todos os meses. Preferencialmente, entre o 3º e 5º dia após a menstruação. Pois, durante esse período, as mamas estão mais flácidas e indolores.

No caso de mulheres que não tem mais a menstruação, basta escolher uma data fixa para fazer o autoexame de mama. Enfim, mesmo não fazendo um diagnóstico preciso do câncer, o autoexame ajuda a mulher conhecer melhor seu corpo. Dessa forma, é mais fácil perceber alterações que possam surgir na mama.

Portanto, o autoexame é indicado para mulheres após os 20 anos de idade, que tenham caso de câncer de mama na família. Ou para mulheres com mais de 40 anos, que não tenham casos de câncer na família. Contudo, homens também podem realizar o autoexame. Pois, também podem sofrer com esse tipo de câncer, inclusive apresentam sintomas semelhantes.

Como fazer o autoexame de mama: importância

Como fazer o autoexame de mama: passo a passo e 12 sinais de alerta
Revista Cláudia

Atualmente, o câncer de mama é a principal causa de óbitos por câncer em mulheres no Brasil. Por isso, é muito importante saber como fazer o autoexame de mama e conhecer detalhadamente a própria mama. Pois, com ele é possível detectar precocemente a doença, prestando a atenção a qualquer tipo de alteração.

De acordo com pesquisas, cerca de 80% dos tumores de mama são descobertos através do autoexame. Que é indicado para mulheres a partir dos 20 anos. No caso de mulheres acima dos 40 anos, além do autoexame mensal, é indicado fazer uma mamografia anualmente. Pois, o exame permite identificar possíveis lesões que não são detectadas ao palpar os seios.

Apesar de ser mais comum em mulheres na menopausa (entre 45 e 55 anos), em qualquer faixa etária podem surgir nódulos benignos. Que também precisam de tratamento. Por isso, o quanto antes identificá-los, mais precoce será o tratamento. Enfim, é muito importante consultar o ginecologista anualmente. Além de ficar atento a qualquer alteração, secreção ou dor que surgir.

Ademais, o diagnóstico precoce do câncer de mama permite que um tratamento menos agressivo seja feito, aumentando as chances de cura.

Como fazer o autoexame de mama: passo a passo

Para fazer o autoexame de mama completo é preciso seguir 3 passos. Primeiramente, de frente ao espelho, depois, em pé e por último deitado.

1- Em frente ao espelho

Como fazer o autoexame de mama: passo a passo e 12 sinais de alerta
Revista Cláudia

Em suma, fique de frente ao espelho, retire a blusa e o sutiã. Então, observe atentamente avaliando o tamanho, a forma e a cor das mamas. Além de possíveis inchaços, abaixamentos, saliências ou alguma rugosidade. Assim como o surgimento de qualquer alteração comparada ao autoexame feito anteriormente. Para isso, siga os seguintes passos:

  1. Com os braços caídos, observe o formato e o contorno das mamas.
  2. Continue observando, agora com os braços na cintura.
  3. Ademais, procure por alterações na pele da região da mama, na auréola e mamilo.
  4. Então, verifique se o seu sutiã deixa marcas em apenas uma das mamas. Pois, pode indicar que o seio está inchado.
  5. Por fim, erga os braços e observe se há alterações. Então, coloque as mãos na pia e faça pressão, observando se aparece alguma alteração na mama.

2- Em pé

Laboratório Bio-checkup

Essa etapa do autoexame deve ser feita durante o banho, com o corpo molhado e as mãos ensaboadas. Em suma, para fazer o autoexame de mama os dedos da mão devem estar juntos e esticados. Em seguida:

  1. Com o corpo ereto, levante o braço esquerdo e coloque a mão atrás da cabeça.
  2. Agora, comece a palpar a mama com a outra mão, fazendo movimentos circulares. Mas, faça em toda a mama e depois, de cima para baixo.
  3. Em seguida, abaixe o braço e levante o direito, repetindo todo o processo. Lembrando que, enquanto palpa a mama, você deve verificar alterações. Por exemplo, partes mais densas ou caroços.
  4. Ao terminar de palpar, pressione os mamilos suavemente, observando se há qualquer secreção.
  5. Além disso, é importante fazer os mesmos movimentos na região das axilas, verificando se há presença de algum nódulo.

3- Deitada

Laboratório Bio- checkup

Por fim, a última etapa deve ser feita deitada. Dessa forma:

  1. Primeiramente, deite-se e coloque um dos braços na nuca, caso queira, coloque um travesseiro embaixo d ombro para ficar mais confortável.
  2. Em seguida, comece a palpar toda a mama, faça os mesmos movimentos circulares da etapa dois. Ao terminar, repita o processo na outra mama.

Enfim, se durante uma das três etapas do autoexame de mama, você encontrar qualquer tipo de alteração, presença de nódulos ou secreções, procure um ginecologista ou mastologista. Pois, apenas eles poderão realizar um diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado.

Como fazer o autoexame de mama: sinais de alerta

Como fazer o autoexame de mama: passo a passo e 12 sinais de alerta
Revista Cláudia

Geralmente, o câncer de mama pode ser detectado pela presença de algum caroço ou nódulo rígido e irregular. Além disso, nem sempre causa dor. Por isso, é importante saber como fazer o autoexame de mama e repeti-lo mensalmente.

Pois, é uma excelente maneira de conhecer seu próprio corpo. O que ajuda na identificação de alterações, inclusive o desenvolvimento de um câncer. Dando a oportunidade de um diagnóstico precoce, aumentando as chances de uma cura.

Entretanto, muitas mulheres quando identificam alterações, costumam ficar muito ansiosas e preocupadas. Mas, saiba que a presença de pequenos nódulos na mama é relativamente comum. Portanto, não indica que seja um câncer que está se desenvolvendo.

Contudo, é preciso observar se esses nódulos aumentam de tamanho ou vem acompanhado de outros sintomas. Tais como:

  1. Alterações na pele da mama;
  2. Vermelhidão ou alterações da cor da mama;
  3. Inchaço ou alteração do formato;
  4. Secreção de líquido no mamilo (desde que não esteja amamentando);
  5. Mamilo irritado, com vermelhidão, coceira ou ardência;
  6. Surgimento de pequenas lesões ou feridas na mama;
  7. Mama apresenta locais afundados;
  8. Caroço perceptível ao toque;
  9. Dilatação de alguma veia ou o aumento do tamanho da mama.
  10. Alteração da textura da pele. Dessa forma, podem aparecer rugas ou celulites;
  11. Inversão do mamilo (mudança de posição ou virado para dentro);
  12. Dor na mama ou nas axilas.

Como fazer o autoexame da mama: como proceder

Blog Pilates

Você já sabe como fazer o autoexame de mama. Mas, o que fazer quando encontrar alguma alteração? Primeiramente, mantenha a calma e fique tranquila. Pois, a maioria dos caroços costuma ser benignos. Podendo ser um cisto sebáceo ou uma inflamação dos gânglios.

No entanto, não significa que não deva ser analisado por um especialista. Portanto, procure um mastologista ou um ginecologista. Pois, ambos poderão realizar um exame físico e solicitar uma mamografia para investigar melhor.

Enfim, o importante é que você se cuide, previna-se e, para isso, é importante não deixar de fazer o autoexame da mama. Além disso, procure adotar um estilo de vida saudável, com a prática de exercícios físicos, consumindo menos álcool, evitando cigarro e mantendo uma dieta balanceada.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: 8 sintomas de câncer de mama que vão muito além do nódulo.

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você