Saúde

Pouca menstruação: quais são as possíveis causas do problema?

Doença? Estresse? Gravidez? Você sabe quais são os fatores que podem causar a pouca menstruação? Confira a lista e descubra!

Seu ciclo mudou e, de repente, você está percebendo que tem tido pouca menstruação? Ou o tempo de duração bem menor do ciclo? Há risco de gravidez? Confira alguns motivos que podem estar causando mudanças no seu fluxo menstrual.

A alteração do fluxo  menstrual pode ter diversos motivos. Também conhecida como hipomenorreia, essa é uma mudança recorrente que costuma estar ligada aos hormônios. Ademais, apesar de nem sempre ser um sinal preocupante, vale ficar atenta. Acontece que, quando associada a outros sintomas, esse pode ser um sinal do seu corpo de que algo não está indo muito bem.

Como é determinado o fluxo menstrual?

Pouca menstruação: o que pode ser?

Primeiramente, precisamos entender que, o que determina a quantidade de fluxo de sangue na menstruação é a espessura do endométrio. O endométrio é uma camada de sangue que se forma com o aumento de hormônios como progesterona e estrogênio – os mesmos que possibilitam receber um óvulo fecundado, em caso de gravidez. Assim, é formada uma camada endometrial no seu corpo durante as fases da ovulação.

Caso este aumento hormonal não seja significativo, ou caso haja descontrole hormonal, é possível que haja pouca menstruação. Além disso, outras alterações podem estar presentes como tempo de ciclo menor ou mudança de aspecto do sangue. 

Quando devo me preocupar com a minha pouca menstruação?

Pouca menstruação: o que pode ser?

A diminuição da quantidade de menstruação só costuma ser sinal de grande preocupação:

  • Se não houver menstruação por mais de 3 ciclos;
  • Caso você tenha sangramentos recorrentes entre as menstruações;
  • Se estiver sentindo dor durante as menstruações;
  • Quando vier acompanhada de outros sintomas repentinos.

Além disso, mulheres que a vida toda tiveram fluxo menstrual não precisam se preocupar. Afinal, a quantidade de fluxo de fato varia entre cada mulher. 

Situações mais comuns que causam mudanças na menstruação

Pouca menstruação: o que pode ser?

Em alguns casos, a mudança pode ser indicativo de alguns outros problemas. Confira abaixo algumas das causas mais comuns que geram alterações no fluxo menstrual, causando a pouca menstruação: 

Ovários policísticos

Os ovários policísticos, ou SOP (síndrome dos ovários policísticos) são uma possível explicação para a diminuição do fluxo menstrual. Ocorre que há um desequilíbrio hormonal que afeta diretamente a ovulação da mulher, o que afeta diretamente no ciclo e no fluxo menstrual. 

Entretanto, esse não é o único sintoma. A queda de cabelo, aumento de acne ou ganho de peso também são possíveis sintomas que, juntamente com alterações do ciclo menstrual, podem ser sinônimo de ovários policísticos. 

Nesses casos, o melhor a ser feito é consultar o seu ginecologista para confirmar ou não as suspeitas e iniciar tratamento – que pode ser feito através de melhores hábitos alimentares e, em alguns casos, medicamentos. 

Hipertireoidismo

Uma outra causa possível da pouca menstruação é o hipertireoidismo. Nesta condição, o corpo reduz a quantidade dos hormônios da tireoide, que são os mesmos responsáveis pelo aumento do metabolismo. 

Com isso, você acaba gastando mais energia que o normal, o que pode gerar cansaço, ansiedade e até mesmo perda de peso. Ademais, em alguns casos, o ciclo menstrual também é afetado. 

Se você estiver desconfiando da possibilidade de ter a condição, procure um médico, como um endocrinologista, clínico geral ou até mesmo o seu ginecologista. Assim, o tratamento poderá ser feito através do uso de medicamentos específicos para a condição.

Exercícios físicos

Acredite ou não, exercícios físicos também podem alterar a sua menstruação. Em decorrência da baixa energia disponível, da perda de gordura corporal e de alterações nos níveis de estresse, os hormônios também podem ser alterados, especialmente em caso de atividade física muito intensa. 

Neste caso, o ideal é avaliar se a quantidade de exercícios está em equilíbrio com outros fatores do seu corpo e se você está se sentindo bem com isso. No caso de alterações muito intensas, vale procurar um médico para verificar se a situação está sendo prejudicial ao seu corpo ou se pode ser mantida normalmente. 

Pouca menstruação: o que pode ser?

Mudanças intensas no peso

No mesmo sentido dos exercícios, alterações muito repentinas no peso também podem impactar no ciclo menstrual. Além disso, mulheres com baixo peso também podem ter problemas com pouca menstruação. Isso ocorre por fatores como alimentação inadequada, questões emocionais (como estresse, por exemplo) ou prática de exercício físico intenso. 

Por isso, dietas muito restritivas podem ser prejudiciais. Afinal, o corpo precisa de um tempo para se adaptar. Nesses casos, uma alimentação saudável e equilibrada é essencial. Além disso, o acompanhamento de profissionais da área, como nutricionistas e endocrinologistas.

Alterações emocionais e estresse

Situações de alteração emocional muito abrupta e estresse repentino podem fazer com que o corpo produza excessivamente alguns hormônios, como por exemplo o cortisol e a adrenalina. 

Com isso, o excesso de cortisol, por exemplo, faz com que o cérebro diminua consideravelmente a produção de hormônios como estrogênio e progesterona – necessários para o estímulo do ciclo menstrual. Por isso, o fluxo também pode diminuir. 

Entretanto, em situações como essa, depois do período mais intenso de estresse o ciclo costuma a voltar ao normal. Mas vale buscar acompanhamento médico, em caso de mudanças muito intensas e duradouras. Além disso, é recomendável também buscar tratamento para as questões emocionais sempre que possível. 

Pouca menstruação: o que pode ser?

Gravidez

Em alguns casos, as mulheres podem ter perda de uma pequena quantidade de sangue nas primeiras semanas. Essa situação costuma ser confundida com uma pequena menstruação, mas não é. Na verdade, esse é apenas um sangramento causado no momento da fecundação. Nesse caso, não não há riscos. Entretanto, também pode ocorrer a confusão de sintomas nos casos de sangramentos gestacionais. Nesse caso, devido ao risco, é preciso acompanhamento médico. 

Por isso, no caso de suspeita de gravidez, o ideal é fazer um teste de gravidez. Também vale consultar o ginecologista para solicitar o exame de sangue. Entretanto, a diminuição da menstruação por si só não costuma ser sinal de gravidez. Na verdade, nesse caso a menstruação sempre é interrompida.

Idade

É muito comum que o seu ciclo tenha algumas alterações ao longo da vida. Na fase dos 20 aos 30 anos, por exemplo, há uma maior chance de se ter pouca menstruação. Entretanto, essas questões costumam variar de acordo com cada organismo. 

Porém depois de um tempo, o ciclo tende a ficar mais regular e pode aumentar. Então, perto da chegada da menopausa, o ciclo diminui novamente, até parar. Isso ocorre porque, nesse período, a carga hormonal vai diminuindo aos poucos.

Essas alterações são bem comuns. Porém, caso você perceba algo estranho, consulte seu ginecologista para verificar se está tudo ok. Aliás, aproveite também o momento para esclarecer dúvidas! Não deixe de perguntar aquilo que não tiver certeza. É muito importante conhecer funcionamento do seu corpo.

E aí? Ajudamos?

Então talvez você também possa se interessar por essa matéria: Menstruação prolongada – Possíveis causas e tratamento

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você