Amor

Como controlar os ciúmes? Dicas para lidar com o sentimento

Aprender a como controlar os ciúmes pode ser extremamente difícil, mas necessário quando se deseja que um relacionamento seja saudável.

O ciúme é um sentimento extremamente natural. Difícil de controlar e possuindo diversas razões diferentes como motivo de manifestação, muitas vezes, sua presença é desagradável. Pode até ser que ele surja como um sinal de alerta, uma reação de situações ou relações que não vão tão bem. Acima de tudo, porém, ele está relacionado à insegurança. Dessa forma, torna-se essencial aprender a como controlar os ciúmes, para o seu próprio bem e daqueles ao redor de si.

É comum que pessoas muito ciumentas não confiem no outro da forma que devem, além de possuírem autoestima baixa. Assim, surge a tentativa de sabotar qualquer tipo de relação que o parceiro mantenha, desde que ela pareça uma ameaça. A tentativa de controlar todos os aspectos do relacionamento logo leva às brigas e discussões, que quanto mais frequentes, mais desgastam a relação. Para quem o sente, o ciúme pode ser especialmente danoso. Afinal, ele acompanha a ansiedade, a raiva e a desconfiança.

Seja como for, apesar de ser normal, o ciúme pode evoluir e se tornar excessivo, algo que pode lhe consumir e causar muito mal. Além disso, em níveis exagerados, ele se torna patológico e requer ajuda profissional de um psicólogo. De forma que seja possível aprender como controlar os ciúmes e evitar tal desgaste, algumas atitudes devem ser tomadas.

Como controlar os ciúmes?

Você sabia que os ciúmes são uma das principais causas do fim de relacionamentos? Ao tomar conta do espaço da relação que deveria ser leve, ele torna a experiência desagradável e, por vezes, a destrói. Muitas vezes, sentir ciúmes em excesso pode afastar amizades, limitar a individualidade e dificultar o convívio com todos ao redor de si.

O perigo de se deixar levar pelo sentimento pode evoluir de formas tão danosas que tornem o relacionamento abusivo. Acima de tudo, o ciúme deve ser compreendido, aprendendo a identificar de onde ele surge e o motivo de sua grandeza. Assim, de certo modo, é preciso aprender a “interrogar seus medos”. No fim das contas, o ciúme é derivado da desconfiança.

Confira abaixo algumas dicas de controlar os ciúmes, bem como a melhor forma de realizar uma autoanálise e aprender de uma vez por todas a dosar tal sentimento tão corrosivo.

1 – Descubra o motivo do ciúme

Fonte: Freepik

Antes de mais nada, é essencial analisar a razão do sentimento ter se infiltrado em sua relação, ou apenas refletir a respeito do que pode lhe tornar tão ciumenta. Questione o motivo dele ter se tornado tão presente: talvez alguma situação tenha desencadeado isso, seja ela no relacionamento ou um trauma do passado. Apesar de ser difícil controlar os sentimentos, os pensamentos podem ser domados.

O exercício do questionamento deve ser feito sempre que uma crise de ciúmes passar. No calor do momento, pode ser complicado raciocinar com mais racionalidade, todavia, depois disso, a situação pode ser melhor visualizada. Muitas vezes, você entenderá que determinadas crises ocorrem por besteira, algo que torna as chances de não reproduzir mais tal comportamento maiores.

2 – Exercite sua autoestima

Fonte: E aí, rolou?

Em determinados casos, o amor, carinho e paixão de um parceiro podem não significar nada quando sua relação consigo mesma não for boa. Quanto menor sua autoestima, maiores as chances de você acabar transmitindo suas inseguranças e frustrações ao outro. Muitas vezes, as crises de ciúme são ocasionadas pelo ideal de que seu parceiro possui interesse em terceiros, e assim, torna-se essencial parar e refletir por um instante. O ciúme é justificado ou você apenas está projetando suas inseguranças sempre que tem a chance?

Uma autoestima alta é sinônimo de uma vida com menos ansiedade e estresse. Seja qual for a falha ou a rejeição, a recuperação é rápida e indolor. Assim, é possível analisar a autoestima como um “sistema imunológico emocional”, que lhe protege das feridas psicológicas. Acima de tudo, enxergue sua própria autenticidade e valorize seus encantos. Se ame, e só depois decida amar outro alguém.

3 – Diálogo em primeiro lugar quando como controlar os ciúmes

Como controlar os ciúmes
Fonte: Dicas Online

Um dos exercícios mais importantes ao buscar manter o ciúme longe envolve conversar com seu parceiro sempre que possível, sobre tudo aquilo que lhe incomoda. Caso algo tenha despertado sua insegurança, comunique ao outro da melhor forma possível, e descubra que o problema pode acabar resolvido facilmente. Muitas vezes, certas atitudes suspeitas passam despercebidas, e o outro ainda terá a chance de esclarecer qualquer mal entendido.

Seja como for, evite ter a conversa em momentos em que esteja com a cabeça quente, com os ânimos acirrados. Espere para conversar após se acalmar, e de preferência, em um lugar mais reservado. Brigas não lhe levarão a lugar algum.

4 – Livre-se do passado

Fonte: Seja Feliz

Talvez a sua insegurança em seu relacionamento atual seja, na verdade, fruto de traumas passados, como infidelidade. Assim, torna-se normal buscar se proteger e manter o radar sempre em alerta. Todavia, é preciso manter em mente que você está passando por uma nova experiência. Todas as pessoas são diferentes, e não é justo para seu parceiro ser julgado como alguém que poderia lhe machucar quando não existem provas disso. Você deve colocar um ponto final no que deve e seguir em frente.

Além disso, evite comparar seu relacionamento atual com os passados. Generalizações ou repetições de comportamento vividos antes podem ser danosas, além de comparações frequentes serem muito desgastantes e minarem seu parceiro, que de nada tem a ver com isso. Ao se livrar do que ficou para trás, você vive o presente com mais intensidade.

5 – Imponha limites

Como controlar os ciúmes
Fonte: Irresistível

Apesar do ciúme ser um sentimento danoso, viver tentando escondê-lo e reprimindo suas emoções pode ser tão ruim quanto. Uma relação deve ser construída com base na transparência, assim, se algo lhe incomoda, busque comunicar ao seu parceiro e chegar em um consenso para que a situação não se repita. Muitas vezes, certas atitudes passam despercebidas, e um simples toque pode tornar suas noites de sono muito mais tranquilas.

Todavia, não use da sugestão como uma forma de passar a ditar regras para tudo. Jamais tente suprimir a liberdade do outro quando ela não lhe afeta, e muito menos tente apelar para a chantagem emocional. Esse tipo de comportamento apenas desgasta a relação e torna seu fim iminente. Lembre-se que, seja qual for o relacionamento, seu bem-estar não é o único que importa.

6 – Racionalize o ciúme

Como controlar os ciúmes
Fonte: Mais Fé

Da mesma forma que tentar descobrir a fonte do ciúme é importante, analisar as situações friamente pode ser extremamente bom para você. Busque ver as crises como que pelos olhos de um cientista, dissecando-a até que façam cada vez menos sentido. Para quem costuma sofrer com momentos de desconfiança diversas vezes, a dica pode ser ainda mais eficaz.

7 – Tenha sua própria vida

Fonte: Deposit Photos

Muitas vezes, pessoas muito ciumentas não costumam realizar atividades sozinhas ou com amigos além de seus parceiros. Isso as torna dependentes, e ganhar sua individualidade é mais importante que qualquer coisa, já que ela aumenta a autoestima. Dessa forma, os momentos em que você estiver com seu parceiro serão por prazer, e não por não possuir mais ninguém para passar momentos de lazer. Além disso, estar com os amigos fará você perceber que, da mesma forma, o outro também terá o mesmo direito.

Não ter uma vida social ativa, além de negligenciar qualquer que seja a relação além da com o parceiro, pode também ser extremamente tóxico.

8 – Inverta os papéis na hora do ciúme

Como controlar os ciúmes
Fonte: Psicólogo e Terapia

Uma das melhores formas de buscar controlar os ciúmes é inverter os papéis em situações que ocasionaram as crises. Como você teria se sentido estando no lugar de seu parceiro e sendo julgado por isso? Talvez aquela conversa com alguém ou um possível descuido que criou inseguranças nem seja tão grave assim. Se não deseja para si mesmo, não projete no próximo. Lembre-se sempre de utilizar a sinceridade ao seu favor e jamais criar situações mirabolantes.

9 – Reforce a confiança

Fonte: Deposit Photos

É essencial lembrar todos os dias que, de todas as pessoas do mundo, você e seu parceiro estão juntos, ou aquele amigo especial lhe preza, ou qualquer que seja o caso em que o ciúme exista. Confiança é outra das bases principais de um bom relacionamento, um onde o prazer e a alegria ao estarem juntos deve ser mais importante que qualquer insegurança. Assim, viver vigiando ou invadindo a privacidade do outro jamais lhe trará a paz que busca em sua relação.

10 – Busque terapia

Como controlar os ciúmes
Fonte: Vittude

O ciúme possui diferentes níveis. Em determinados casos, porém, ele pode se tornar patológico e ser impossível de se livrar do sentimento por conta própria. Assim, ele será levado para todos os seus relacionamentos, destruindo qualquer possibilidade de manter relações felizes e saudáveis. Nesse caso, é essencial buscar por terapia e pelo conforto da ajuda de um profissional, que saberá o que fazer. Dessa forma, será possível entender a raiz de todo o ciúme, aprendendo a administrá-lo. O processo, afinal de contas, é interno.

Da mesma forma, a terapia pode lhe ajudar a encontrar a tão buscada autoconfiança, que trabalha diretamente com a administração do ciúme. O autoconhecimento e a autopercepção também são adquiridos ao longo do tratamento, resolvendo seus problemas pessoais antes de qualquer problema de uma relação.

Se você se interessou por essa matéria sobre como controlar os ciúmes, aproveite também para conferir Problemas no casamento – Motivos mais comuns e soluções

Fontes: Clínica Nodari, Vittude, Psicologia Viva

Imagens: O Imparcial, Psicólogo e Terapia, Freepik, E aí, Rolou?, Dicas Online, Seja Feliz, Irresistível, Mais Fé, Deposit Photos, Deposit Photos, Vittude

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

5 1 vote
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você