Amor

Tipos de amor, quais são? 7 modos de amar e como distinguir

Existem vários tipos de amor. As formas de amar variam de acordo com as relações e podem dizer muito sobre você e sobre o mundo que o rodeia.

Atualizado em 04/10/2020

Desde o nascer ao morrer experimentamos diversos tipos de amor. Existem várias formas de amar: amor de pai e mãe, amor de irmão, amor de amigo e com tempo o amor próprio. Cada qual possui acima de tudo uma maneira de expressão. Felizes são aqueles que amam, porque o amor é o sentimento mais nobre e mais engrandecedor da humanidade.

Este tema é sobretudo um dos mais abordados pelas artes e vem sendo explicado de muitas formas diferentes. Mas, afinal, o que é o amor? As crianças sentem de um jeito, os adultos de outro e os idosos consequentemente. Há amores urgentes, amores brandos, amores inexplicáveis e assim por diante.

Vamos tentar entender os seus tipos e fórmulas para chegar mais perto possível da compreensão do que se trata o amor. A análise a seguir vai nos permitir interpretar a diversas maneiras de amar e compreender um pouco mais sobre nós mesmo. Portanto, preste bem atenção a cada leitura e adeque as situações a sua vida.

O que é o amor?

Psicólogo e Terapia

A princípio, antes de seguimos em frente saiba que o amor é um sentimento. Ele se expressa sobretudo através de uma grande afeição por outra pessoa. Mas, não existe somente um jeito de amar. Este sentir tão subjetivo se desenvolve e aparece com novas formas e novos rostos com o tempo.

Ele pode vir primeiramente através da convivência e da criação ou pode surgir a partir das relações sociais. Dois grandes exemplos são o amor de amizade e o amor romântico. Cada um assume suas características e expressões particulares. Portanto, os tipos de amor variam de acordo com as pessoas e os laços amarrados entre si.

Por exemplo, quando paramos para refletir sobre isso podemos compreender mais afundo o amor entre os LGBTQI+. Não existe uma fórmula específica de como amar, mas há jeitos de compreender melhor do que se tratam as relações e como o amor se adapta a elas. A raiz é a mesma e o que muda é como o expressamos ao mundo.

Distinguindo o amor

Pedra Viva

O sentimento a princípio pode parecer bastante confuso. A crianças inclusive quando vão crescendo reagem de várias maneiras diante dos diversos tipos de amor. Há muito tempo a questão vem sendo levantada e vários pensadores se focaram no assunto afim de conseguir separar bem cada forma de amor.

Não podemos fechar os olhos e colocá-lo em um caixinha e dizer que existe um jeito de só de se sentir. Dessa forma, não poderíamos explicar nem 1/3 do mundo e de como as pessoas agem através dele. Para isso, separamos os amores já identificados para viajarmos nesta agradável leitura cheia de grandes descobertas.

Tipo de amor caridade: Ágape

Portal J Fonte

Antes de mais nada, a melhor maneira de ilustrar este tipo de amor é lembrando de grandes figuras que temos na história. Jesus, Mahatma Gandhi, Moisés, Maria, Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier são um dos inúmeros exemplos de entrega de vida e caridade. O amor Ágape se fundamenta exatamente neste ponto.

Este tipo de amor não se limita ao seio familiar ou as relações de amizade e romance. O sentimento parte ao encontro das pessoas e das suas necessidades mais íntimas e necessárias. A expressão maior é a escuta e a doação sem distinção de raça, gênero, cor e classe. O maior objetivo é fazer o bem sem olhar a quem.

Dizem que quando chegamos a Ágape é sinal de que estamos mais próximos de Deus. A bondade e a pureza são adjetivos deste tipo de amor e se enquadra especificamente a esta forma de amar. Podemos quase eleger o sentimento com um dos jeitos mais belos e dignos do mundo.

Tipo de amor romântico: Eros

Alma Preta Jornalismo Preto e Livre

A princípio, podemos ver em todos os lugares a associação forte do amor ao “Amor Eros”. Aqui é possível incrementar dois instintivos sentimentos fortíssimos que é o desejo e a paixão. Eros é relacionado a sexualidade e tem como significado a palavra “cupido”. Diferente do Ágape, esta forma de amar é vista como “ausente de razão”.

É fácil deixar-se ir atrás de um romance, principalmente quando ele é correspondido. O problema é que o fazemos cegos e sobretudo sem nenhuma racionalidade. É a partir dele que se faz loucura inimagináveis por outra pessoa. O sentimento é tão forte que deixando até mesmo o “Amor Philautia”, que veremos abaixo, em segundo plano.

Amizade: Philia

Canção Nova

Quem não tem um Amor Philia não sabe o que bom. Este tipo é característica exclusiva das amizades. Quem tem uma amigo tem tudo e sabe muito bem que este é o amor que ampara que caminha junto e está sempre presente com a gente. O mais importante é ambos os lados se beneficiam da relação baseada em Philia.

Para quem não sabe quando o Eros é associado a esta forma de amar pode ter certeza, o seu relacionamento será de muito sucesso. A conexão do jeito de amar de um amigo é incrível, pois basta um olhar para o outro para que seja completamente compreendido. Portanto, valorize essa pessoa pela qual você nutre este sentimento.

Afeição: Storge

Portal Saúde no Ar

Chegamos ao ponto mais esperado, mais almejado e mais sentido por quase todas as pessoas do mundo. O amor de mãe é tipo como amor incondicional e por isso se encaixa em Stonge. A principal característica para as relações embasadas neste tipo de forma de amar é a eternidade.

O mais incrível do amor que parte dos pais é que os filhos em si não tem a mesma obrigação. Ou seja, é o sentimento mais puro em sua essência, porque ele não precisa de um retorno, ele ama acima de qualquer coisa. É aqui também que se destaca a capacidade de perdoar. Somente um amor Storge tem essa coragem em si.

Formas de amar: Philautia

Personare

Muitas pessoas demoram às vezes uma vida inteira para conhecer esse tipo de amor. O amor próprio está na lista mais almejada por todas as pessoas de qualquer lugar do mundo. Portanto é sobretudo onde se deve iniciar todas as coisas. Mas, cuidado, porque o caminho oferece diferentes entradas e pode acabar não sendo a verdadeira.

Quem já ouviu falar de Narciso sabe muito bem o que é isso. Há pessoas que mergulham tão profundamente em busca da Philautia que se prendem dentro de si mesma e no seu ideal de beleza. No entanto, o que deve ocorrer é completamente o contrário, porque o amor próprio é uma passo enorme para o amor Ágape de caridade e doação.

Formas de amar: Pragma

Virus da Arte e Cia

Já ouviram falar dos casamentos arranjados que dão certo? Pois bem, esses são os tipos de amor Pragma. O casal em si se junta para um bem maior. As relações sexuais, as trocas de carinho não são o foco e não deixam de ser uma forma de amar. Os filhos são o motivo para que tudo dê certo com harmonia entre ambos.

Não se engane! Muitos relacionamentos podem ter inicio naquele tipo mais urgente e caloroso do Eros e acabar aqui. Tudo é possível, pois estamos em constantes mudanças inclusive nas relações. Portanto, não se assuste se acabar se deparando com o Pragma, pois esse tipo também é muito digno.

Ludus

Santo Papo

Por fim, chegamos aquele tipo de amor divertido onde os casais não se preocupam com durabilidade da relação. O objetivo mesmo é curtir o momento de forma leve e cheia de alegria. Mesmo que não seja para “todo o sempre” ele não tem toda a emergência dos outros amores. Não são todas as pessoas que conseguem assumir este tipo de amor.

No mais, não importa as formas de amar ou como elas aparecem em sua vida. A dica é aproveitar a todas, pois o sentimento nos leva a uma evolução única e pessoal dentro da nossa jornada. Portanto, amem incansavelmente até o final.

No mais, leia maior sobre sentimentos em Quer fazer alguém se apaixonar por você? Faça essas 36 perguntas

Fontes: A.com.br, O Segredo, Luzeiro, wikipédia,

Fontes de imagens: Psicólogo e Terapia, Pedra Viva, Portal J Fonte, Alma Preta Jornalismo Preto Livre, Canção Nova, Personare, Virus da Arte e Cia, Santo Papo, Inpa