Quem é Ludmilla? Biografia, carreira, curiosidades e TUDO sobre ela

A cantora Ludmilla é uma das artistas mais famosas da atualidade, portanto conheça mais sobre sua vida pessoal e carreira.

A cantora Ludmilla começou sua carreira muito cedo. Aos 18 anos de idade, ela já havia se tornado referência em funk melody no Brasil. Ela também foi uma das responsáveis pela quebra de estigmas relacionadas ao ritmo, que era visto como algo promíscuo, de baixo valor, pelas rádios do país.

Ao mesclar pop, r&b, samba e letras românticas, Ludmilla promoveu a transformação do ritmo, o que fez com que a cantora ficasse nos primeiros lugares das paradas do Brasil.

Atualmente, aos 25 anos, Ludmilla é uma das maiores representantes do funk/pop brasileiro, além de ser um grande sucesso de vendas, juntamente com a cantora Anitta.

Quem é Ludmilla?

Ludmilla Oliveira da Silva, filha de Silvana Oliveira, nasceu em 24 de abril de1995 na cidade de Duque de Caxias, baixada fluminense do Rio de Janeiro. Como nasceu na periferia, ela viu no funk uma oportunidade de mudar sua realidade. Hoje, Ludmilla é cantora, compositora, atriz e empresária.

A cantora sempre amou dançar ao som do ‘batidão’, por isso ela resolveu compor músicas nesse ritmo. Então, ela ficou conhecida após divulgar o hit “Fala Mal de Mim”, em 2012 aos 16 anos de idade. Inicialmente, ela surgiu no cenário musical com o nome de “Mc Beyoncé”, no entanto se lançou oficialmente como “Mc Ludmilla”.

Mas, foi após assinar contrato com a Warner Music Brasil, que sua carreira alavancou. Com isso, ela ficou muito conhecida nas redes sociais e logo estreou sua agenda de shows.

Vida pessoal

Após assumir o relacionamento bissexual com sua dançarina Brunna Gonçalves, elas se casaram em dezembro de 2019, alguns meses após assumir a relação.

“No início nós ficamos com aquele receiozinho de assumir, mas logo depois veio o alívio de poder ser livre para ser quem somos. Eu gostaria de dizer para essas mulheres confiarem no potencial delas. Para conhecerem quem elas são e não mudarem suas vidas por causa de ninguém. São completamente poderosas”, desabafou Ludmilla.

Enquanto sua carreira alavancava, Ludmilla foi alvo de racismo, quando em 2016 a socialite Val Marchiori comparou o cabelo da cantora com palha de aço durante uma transmissão do carnaval pela TV.

Mas, os ataques não pararam por aí, no mesmo ano a artista denunciou comentários racistas na web. E quando ganhou o Prêmio Multishow em 2019, voltou a ser atacada. Por fim, se envolveu em uma polêmica com a cantora Anitta que até então era sua amiga. O motivo da briga foi a música ‘Onda Diferente’.

Além de cantora, Ludmilla também é atriz e fez algumas participações em novelas, seriados e filmes. Por exemplo, “Arcanjo Renegado” (2020) onde interpretou Diana, e o filme “O Amor dá Trabalho”.

Início de tudo

Tudo começou em um domingo de 2007, quando Ludmilla e sua família foram almoçar pastel com caldo de cana em uma feira que tanto gostava em sua cidade. Então, enquanto sua mãe Silvana comprava o pastel, Ludmilla aproveitou para olhar as bancas ao redor, foi quando se deparou com um DVD da cantora Beyoncé:

 “Eu vi o DVD dela tocando na rua e fiquei vidrada. Nem consegui comer o meu pastel naquele dia. Me apaixonei e queria ser igual a Beyoncé. Ela cantava e dançava muito bem e ao mesmo tempo, eu nunca tinha visto alguém fazer aquilo”, recorda a cantora.

Após muita insistência, Ludmilla conseguiu sua mãe a comprar o DVD da diva americana. Na época, a mãe da artista administrava um bar em Duque de Caxias, enquanto que seu padrasto, Renato de Araújo da Silva, era pagodeiro. Dessa forma, desde os 8 anos Ludmilla acompanhava a família nas rodas de samba.

 “Eu já sabia que o que queria para a minha vida era a música”, afirmou a cantora.

No entanto, inicialmente sua mãe se preocupava com a instabilidade da carreira, pois era um ritmo dominado por homens. Mas, foi através do funk que a cantora conseguiu associar a dança com a música.

“Minha mãe dizia: ‘Larga a Beyoncé, filha, ela tá com a vida ganha. Ela queria o melhor para mim, mas quem é artista pensa diferente, nós respiramos arte… E lá estava eu tentando explicar isso para minha mãe, aos 13 anos”.

Atualmente, é Silvana e a irmã da cantora, Luane, as responsáveis por cuidar da agenda da artista, além de outras funções relacionadas a carreira de Ludmilla.

Carreira de Ludmilla

O primeiro show de Ludmilla foi como MC Beyoncé, em 2012.

 “Lembro que eu estava nervosa e minhas pernas tremiam bastante, mas eu consegui levar, cantei com o pessoal e vi que o palco era um lugar que eu poderia dominar se estudasse mais um pouquinho”, contou a artista.

Mas, ao assinar contrato com a Warner Music, em 2014, ela assumiu o nome MC Ludmilla, onde cantava vários estilos. No mesmo ano, lançou o CD “Hoje”, contendo os hits de sucesso “Sem Querer”, “Te Ensinei Certin” e “Fala Mal de Mim”.

Depois, em 2017, lançou seu segundo álbum intitulado álbum “A danada sou eu” com os hits “Cheguei”, “Bom” e “Sou Eu”. Inclusive, a música “Hoje” entrou para a trilha sonora da novela “Império”, o sucesso da música foi tanto que ela recebeu convite para fazer um dueto com Roberto Carlos no especial de final de ano.

Mas, os sucessos da cantora não pararam por aí, logo vieram os hits como ‘A Danada Sou Eu’ (título do seu segundo álbum) e ‘Verdinha’, e parcerias com Zé Felipe, Simone & Simaria, e Felipe Araújo. Em 2019, ela lançou seu primeiro DVD, “Hello Mundo” e participou do “Show dos Famosos”, do Domingão do Faustão, o qual venceu.

Conquistas

Em 2018, Ludmilla passou a puxar seu próprio bloco no carnaval carioca, chamado Fervo da Lud. Por fim, a cantora ainda possui diversos troféus em sua galeria, como o de Jovem Brasileiro (2015), além de dois do Prêmio Multishow de Música Brasileira (2019), e mais dois do Troféu Band Folia (2020), onde recebeu o prêmio de Melhor Cantora e de Música do Ano.

Também venceu o Radio Music Awards Brasil (Revelação e Melhor coreografia), Melhores do Ano (Música do ano), Prêmio Jovem Brasileiro (Melhor Cantora Jovem) e Prêmio Geração Glamour (Cantora do Ano). Ainda rodou o país em turnês como a Turnê Poder da Preta (20015-2016) e a Turnê Danada (2016-2018), cujos ingressos se esgotaram rapidamente.

Em setembro de 2019, a cantora Rihanna, de quem Ludmilla é muito fã, abriu o desfile de sua grife de lingerie, em Nova York, com a música “Malokera”. Ludmilla ainda gravou uma música em parceria com a rapper americana Cardi B e foi a primeira artista negra a ganhar o Prêmio Multishow como melhor cantora.

No ano de 2020, Ludmilla apresentou o programa “Só Toca Top”, da Globo, lançou seu primeiro EP de pagode.

Aos 24 anos Ludmilla já se consagrava como uma das artistas de maior sucesso do Brasil, com seus videoclipes chegando a mais de 1,4 bilhões de visualizações no Youtube. Além disso, mais de 6 milhões de pessoas ouvem suas canções no Spotify e a cantora possui 26,5 milhões de seguidores no Instagram.

Curiosidades sobre a funkeira Ludmilla

  1. Por ser grande fã da cantora Beyoncé, Ludmilla iniciou sua carreira usando o nome artístico MC Beyoncé como uma homenagem a sua musa inspiradora.
  2. Entre tantas participações na TV, Ludmilla participou da novela I Love Paraisópolis, Mister Brown e X Factor, onde cantou o single “Hoje” e “Sou eu”
  3. O sucesso da cantora, “Sem Querer”, é uma música que ela compôs quando tinha 15 anos.
  4. O interesse da artista pela música se deu devido sua infância onde participava das rodas de samba de sua família.
  5. Inclusive, Ludmilla é muito próxima de sua família, ela já afirmou inúmeras vezes que ama ficar em casa com a família.

Então, se você gostou do conteúdo dessa matéria, também pode gostar dessa: Ludmilla choca a internet com foto de antes e depois da fama.


Outras postagens

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
1 Comentário
Antigos
Novos Mais votados
Feedbacks
Ver todos os comentários
Nacima Coelho
Nacima Coelho
11 de julho de 2022 00:19

Eu amo as músicas da Ludmilla