Saúde

Novembro Azul: o mês internacional de combate ao câncer de próstata

O Novembro Azul é o mês de combate ao câncer de próstata, uma doença que faz cerca de 15 mil vítimas por ano.

O que você sabe sobre o Novembro Azul? O movimento internacional surgiu de forma que pudesse alertar a população a respeito de uma questão importante: o câncer de próstata. A doença é muito comum entre homens com mais de 40 anos. Além disso, acredita-se que, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), até o final de 2021, mais de 65 mil pessoas tenham diagnóstico da doença. Por outro lado, o câncer de próstata faz cerca de 15 mil vítimas fatais por ano, o que faz com que aprender mais sobre ele seja essencial.

Assim, de forma que tal fim não seja uma possibilidade, realizar o exame detector com frequência é crucial. Nesse sentido, um diagnóstico precoce pode ser a chave para aumentar ainda mais a chance de cura, bem como facilitar o tratamento. Evita-se também a questão dos possíveis efeitos colaterais por conta de procedimentos radioterápicos e cirúrgicos.

Estudos recomendam que todos os homens, independentemente da idade, façam uma consulta pelo menos uma vez por ano com um urologista. O profissional irá decidir se será necessário investigar possíveis tumores, e ainda deve avaliar a saúde do paciente em geral.

O oncologista clínico Dr. Andrey Soares comenta sobre os riscos de se deixar o tratamento para depois nesse Novembro Azul: “Quando o câncer de próstata acaba identificado em estágios avançados, o tratamento é mais agressivo. Isso pode comprometer inclusive a produção de testosterona. A falta desse hormônio gera elevação no risco de doenças cardiovasculares, impotência sexual e distúrbios cognitivos”.

O que é o câncer de próstata?

Novembro Azul: o mês internacional de combate ao câncer de próstata

O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens. Ele é a causa da morte de 28,6% da população masculina, assim que desenvolvem neoplasias malignas. No Brasil, por exemplo, um homem morre a cada 38 minutos por conta da doença. Já a próstata, região do tumor, é uma glândula do sistema reprodutor masculino. Ela pesa cerca de 20 gramas, semelhante a uma castanha. Sua principal função, assim como as vesículas seminais, é produzir esperma.

Ainda em sua fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Por outro lado, quando os sinais começam a aparecer, aproximadamente 95% dos tumores já se encontram em fase avançada. Isso torna a cura ainda mais difícil. Alguns sintomas da fase avançada costumam ser as dores ao urinar, a dor óssea, presença de sangue na urina ou no sêmen e a vontade de urinar com frequência.

Além disso, os fatores de risco da doença também devem entrar em consideração. Eles variam entre histórico familiar de câncer de próstata, como entre o pai, irmão ou tio, a obesidade e a raça: homens negros costumam ser diagnosticados com a doença com maior frequência.

Como tratar a doença?

De qualquer forma, a única forma de tratar o câncer de próstata é realizar o diagnóstico precoce. Mesmo sem os sintomas da fase avançada, homens a partir dos 45 anos que possuam fatores de risco ou qualquer homem acima de 50 deve se consultar com um urologista. Assim, é possível realizar o exame de toque retal, avaliando quaisquer alterações na glândula. O urologista também deve recomendar o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). Cerca de 20% dos pacientes podem ser diagnosticados só com a alteração no toque retal.

O tratamento, porém, depende de várias questões. Algumas delas são o estado de saúde do paciente, o avanço da doença e a expectativa de vida. Tumores de menor agressividade podem ser monitorados por meio da vigilância ativa, onde se acompanha a evolução da doença. Assim, é possível intervir se ela progredir.

Mais sobre o Novembro Azul

Novembro Azul: o mês internacional de combate ao câncer de próstata

Por fim, confira abaixo alguns dados a respeito do câncer de próstata destacados pela Sociedade Brasileira de Urologia. Todos são de extrema importância para que seja possível perceber o quão crucial é realizar um diagnóstico precoce, e não apenas durante o Novembro Azul.

  • Uma pessoa morre por conta da doença a cada 40 minutos;
  • 20% dos pacientes tem diagnóstico em estágios avançados;
  • Com um diagnóstico precoce, as chances de cura aumentam para 90%;
  • O câncer de próstata é o 2º tumor mais frequente em homens. O primeiro é o de pele;
  • Um diagnóstico da doença ocorre a cada 7 minutos;
  • Ainda não existe prevenção total contra a doença, mas é possível fazer o diagnóstico precocemente;
  • 25% dos portadores desse câncer morrem por conta dele. Os números seriam menores se os casos fossem detectados mais cedo.

O benefício da atividade física

Novembro Azul: o mês internacional de combate ao câncer de próstata

Além das informações essenciais do Novembro Azul, existem alguns hábitos que podem ajudar a fortalecer o organismo contra a doença. Nesse sentido, um estilo de vida saudável é de grande importância. Mesmo que pequena, existe uma associação entre a atividade física e a diminuição das chances de se ter câncer de próstata, segundo o Dr. Andrey Soares. E não só como esse, mas muitos outros tipos de carcinomas. Assim, ter uma alimentação balanceada, fazer exercício físico e tudo ligado ao bem-estar é bem-vindo.

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você