Beleza

Bigode chinês: o que é e melhores formas de tratá-lo

Uma das rugas mais "temidas" pelas mulheres, com certeza, é o bigode chinês. Saiba por que ele aparece, quando e se é possível combatê-lo.

O bigode chinês. Mas afinal, o que é esse bigode tão temido por muitas pessoas? A princípio, o bigode chinês, ou melhor, o sulco nasogeniano, é uma ruga que se localiza ao redor da boca. Aliás, essa ruga, normalmente, vai do nariz até abaixo dos cantos dos lábios.

Sobretudo, o bigode chinês é, na verdade, um dos sinais de envelhecimento mais comuns entre as pessoas acima de 30 anos de idade. Pois é a partir dessa idade que a pele começa a perder colágeno. Ou seja, a pele fica menos elástica, menos resistente e mais flácida. Por isso, o bigode chinês é visto com maus olhos por muitas pessoas.

Assim sendo, você já deve ter percebido que essas rugas causam um grande incômodo na maioria das pessoas. Especialmente, entre as mulheres. Por isso, para evitar ou amenizar esse incômodo, você vai conhecer algumas formas interessantes de combater e prevenir o bigode chinês.

Causas do bigode chinês

Bigode chinês- O que é, porque aparece, como tratá-lo
Fonte: Dra. Elizete da Cas

Basicamente, esse “bigode” pode aparecer por diversos motivos. O primeiro é o fato de ser um processo natural de envelhecimento. De modo geral, o envelhecimento pode refletir na reabsorção dos ossos, na perda de gordura, atrofia dos músculos e também no desgaste do colágeno. Consequentemente, devido à redução na densidade e na firmeza, essas regiões acabam apresentando sucos. No rosto, por exemplo, um deles é o bigode chinês.

Além do mais, essa ruga pode aparecer com mais frequência em pessoas fumantes. Ou então, em pessoas que tomam muito sol, ou que têm uma alimentação desbalanceadas em relação ao açúcar. Pessoas que não dormem muito bem e que estão em contato direto com diversos tipos de poluição também estão no topo da lista na predisposição do bigode chinês.

Além dessas causas, pode-se destacar ainda que fatores genéticos, raciais e de saúde também podem causar tais rugas. Portanto, qualquer fator que diminua a elasticidade e a hidratação da pele pode ser responsável pelo aparecimento de rugas e de linhas de expressão.

Afinal, é possível eliminá-lo?

Bigode chinês- O que é, porque aparece, como tratá-lo
Fonte: Dr. Ilner Souza

De modo geral, como essas rugas são consequências do envelhecimento, os profissionais podem fazer com que elas surjam de forma mais lenta. Porém, eles não conseguem interrompê-lo de vez.

Mas vale ressaltar que com o desenvolvimento tecnológico, a medicina já conseguiu produzir dermocosméticos para esse tipo de problema. Além do mais, alguns procedimentos estéticos são bastante eficientes na suavização dessas linhas. O próprio preenchimento facial, aliás, é um bom exemplo de tratamento para este fim.

Contudo, nenhum procedimento estético ou dermocosmético é capaz de impedir a ação do tempo. Portanto, por mais que você já tenha recorrido a algum desses recursos, nenhum dele será definitivo.

Dermocosméticos que diminuem o bigode chinês

Fonte: NKOSS

1. Ácido retinoico

Basicamente, o ácido retinoico é responsável por melhorar a textura da pele, suavizar as linhas e os sulcos, ou seja, o bigode chinês.

2. Ácido hialurônico

Já esse ativo ajuda a hidratar e estimular a produção natural de ácido hialurônico na pele.

3. Pro-Xylane

E por fim, esse melhora a estrutura da pele e induz a produção de ácido hialurônico, colágeno e das fibras de elastina.

Tratamentos para o bigode chinês

Fonte: Centro médico do Brasil

1. Peelings químicos e físicos

Primeiramente, esse é indicado para as marcas iniciais, que não estão tão profundas. Já em casos de rugas profundas, pode apostar nos procedimentos que levam o ácido tricloroacético e os de fenol.

2. Radiofrequência

Sobretudo, essa técnica ajuda a estimular a produção das fibras de colágeno e elastina. Ou seja, pode melhorar a flacidez da pele.

3. Preenchimentos

Primeiramente, os mais importantes são aqueles feitos com ácido hialurônico, os quais preenchem algumas regiões estratégicas do rosto. Ou seja, pode minimizar o bigode chinês.

4. Ultrassom microfocado

Já esse tratamento pode atuar de forma profunda na pele, principalmente do rosto. Pois, ele atinge o músculo, e trabalha no contorno da face e da flacidez.

5. Infravermelho

De modo geral, esse tratamento possui uma função similar à da radiofrequência. Pois, ele estimula as fibras de colágeno e elastina e traz sustentação ao rosto.

Enfim, o que achou da nossa matéria? Se te interessou, venha conferir mais uma matéria do Área de Mulher: Vitamina C para o rosto? O que é, para que serve, como usar na pele

Fontes: Pró corpo e estética, Derma club

Imagens: Vix, Centro Médico Brasil, NKOSS, Dr. Ilner Souza, Dra. Elizete da Cas

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você