Beleza

O que é dermaroller? Cuidados e benefícios do aparelho

Quando se fala sobre o que é dermaroller, é essencial entender mais sobre os cuidados e as contraindicações do aparelho.

Dentre os mais diversos tratamentos e aparelhos estéticos que prometem maravilhas para a pele e a beleza no geral, o dermaroller com certeza é um dos mais famosos. Mas afinal, o que é o dermaroller? Você certamente já deve ter ouvido falar desse objeto: um aparelho pequeno, em rolinho, com várias microagulhas. Geralmente aliado ao microagulhamento e parecido com os tratamentos de descamação. Seus fins são tanto estéticos quanto dermatológicos, mas uma de suas funções mais famosas é o estímulo da produção natural de colágeno.

Basicamente, o dermaroller funciona como um cilindro com várias agulhas muito finas acopladas a ele. Tais agulhas possuem tamanhos e grossuras diferentes, dependendo do que se deseja alcançar com o tratamento. Assim, quanto mais finas, mais superficial é o efeito, e quanto mais grossas, mais profundo é o resultado final, ao lidar com casos que precisam de maior intensidade. Ao passar as agulhas na pele, é possível gerar microlesões que obrigam o organismo a produzir mais colágeno e realizar a cicatrização.

Por outro lado, além de entender mais sobre o que é dermaroller, também é essencial saber quais os cuidados que é preciso ter com o aparelho. Afinal, você ainda está lidando com uma ferramenta que lesiona a pele. Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre o dermaroller, bem como seus benefícios, cuidados, contraindicações e como e onde usar.

O que é dermaroller?

O que é dermaroller

Também conhecido como microagulhamento e até mesmo “peeling do vampiro”, o dermaroller é um aparelho pequeno, projetado de forma que possa deslizar na pele. Dessa forma, as agulhas minúsculas do cilindro causam microlesões na derme, o que promove a formação de colágeno e elastina natural. Isso acontece pelo fato das lesões obrigarem o organismo a realizar a renovação celular de forma mais rápida. O procedimento do microagulhamento já é muito famoso e diversas celebridades como Kim Kardashian e Angelina Jolie aderiram à moda.

Além disso, é comum que o processo possa ser um pouco doloroso. Assim, na clínica, utiliza-se uma pomada anestésica, ou até mesmo sua versão injetável. Tudo depende da grossura das agulhas do tratamento. Durante as primeiras 48 horas depois do uso, a pele entra na fase inflamatória, e depois, na de epitelização. Contudo, só é possível notar a remodelação total a partir da terceira semana ou em até 6 meses.

Para que serve o dermaroller

A função primordial do aparelho é estimular a produção de colágeno. A proteína é muito importante para a beleza, já que permite uma pele com muito viço, maciez e saúde. Nesse sentido, o dermaroller funciona de forma que deixe a pele uniforme, com menos manchas e linhas de expressão. Na aplicação, a área ao redor da ação das agulhas fica intacta, pelo fato de servir de aporte para a regeneração da região lesionada. Confira abaixo o que é possível conseguir com o uso do aparelho:

  • Diminuição de rugas, linhas de expressão e manchas no geral;
  • Diminuição de cicatrizes de acne;
  • Recuperação de partes do corpo que sofreram queimaduras;
  • Melhor circulação sanguínea;
  • Redução de flacidez local;
  • Aumento do viço e luminosidade da pele;
  • Preenchimento dos lábios;
  • Diminuição da aparência das estrias;
  • Possibilidade de engrossar a pele fina embaixo dos olhos.

Contraindicações

O que é dermaroller

Existem situações em que o uso do dermaroller não é indicado de forma alguma, ou pelo menos necessitam de uma consulta prévia com um médico para que seja liberado. Afinal, é importante tomar cuidado com o aparelho, pois apesar de seus benefícios, ele estará causando lesões na pele de qualquer forma. O dermaroller é contraindicado no caso de:

  • Acne ativa, com muitas espinhas e cravos;
  • Câncer de pele;
  • Diabetes mellitus não controlada;
  • Doenças autoimunes;
  • Infecção por herpes labial;
  • Histórico de alergia às pomadas anestésicas;
  • Uso de remédios anticoagulantes, como aspirina e heparina;
  • Tratamento com radioterapia ou quimioterapia.

Cuidados com o dermaroller

O dermaroller é um aparelho popular o suficiente para que seja possível encontrá-lo na internet e comprá-lo para realizar o procedimento em casa. Contudo, isso não é indicado. Antes de mais nada, é essencial fazer uma avaliação profissional médica, de forma que não hajam consequências negativas. Da mesma forma, escolher fazer o procedimento em um consultório assegura o fato de que existe higienização, tanto da pele quanto do aparelho em si.

Certas agulhas do dermaroller possuem espessuras que permitem que ele seja utilizado em casa. Nesse caso, elas vão até 0,5mm. Qualquer espessura que passe de 0,5mm pode ser muito perigosa, correndo o risco de machucar a pele ao invés de regenerá-la. Seja como for, nem mesmo os aparelhos em casa devem ser considerados, mas sim apenas os de clínica, com profissionais habilitados. Desse modo, você evita quaisquer resultados negativos e possíveis perigos de um tratamento sem supervisão.

Além disso, fazer um microagulhamento em clínica permite que outras substâncias sejam associadas ao tratamento, como vitaminas e ácido hialurônico. Ao penetrarem a pele, elas potencializam os resultados. O dermaroller é perigoso o suficiente para que haja um modo exato de deslizar o cilindro na derme, e um profissional saberá lidar com isso, bem como a aplicação do anestésico.

Se você se interessou por essa matéria sobre o que é dermaroller, aproveite para conferir Riscos do microagulhamento, quais são? Como evitar

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você