Beleza

Cicatriz de acne: 8 formas de prevenir e remediar as imperfeições

As cicatrizes de acnes podem ser muito incômodas para quem tem problemas com espinhas e cravos, porém, na maioria dos casos são reversíveis.

Muito mais do que uma simples espinha, a acne pode causar ferimentos graves e cicatrizes profundas, tanto na pele quanto na autoestima das pessoas que têm esse problema. Apesar do problema iniciar na adolescência, com a chegada da puberdade, a acne pode piorar muito na fase adulta, dependendo do seu grau. Além disso, o tratamento incorreto dessas indesejadas marquinhas pode gerar marcas maiores, resultando, provavelmente, no surgimento da cicatriz de acne.

Por isso, antes mesmo de entender quais são os tratamentos para a cicatriz de acne, precisamos explicar quais são as causas, os graus de acne, os tipos de cicatrizes e os modos de prevenir esse problema na sua vida. Mas, já adiantando, a cicatriz de acne pode ser reversível, na maioria dos casos, quando quem sofre do problema faz um acompanhamento com um dermatologista profissional.

Aliás, se você já sofre com a acne há muito tempo e não consegue resolver, a recomendação é que você consulte um médico especializado para procurar por tratamentos mais intensivos, para atingir o sonho de ter a pele perfeita. Enfim, vamos descobrir o que causa a cicatriz de acne e quais são seus possíveis tratamentos.

O que causa a cicatriz de acne?

Curitiba Clínica Adventista

Primeiramente, é importante dizer que a nossa pele é formada por diversas camadas, das mais superficiais, as mais profundas. Sendo assim, uma cicatriz resulta de uma lesão que a pele sofre, podendo varias em diversos níveis e atingir diferentes camadas da pele. No entanto, para que uma cicatriz se forme, a lesão precisa atingir a derme, que é a última camada da pele.

Portanto, se você provocar uma lesão na sua pele, uma cicatriz irá se formar. Dessa forma, a maior causa da cicatriz de acne é a manipulação errada de espinhas e cravos. Isto é, quando a pessoa tenta espremer cravos e espinhas sem a ajuda de um profissional, ou de forma incorreta, acaba lesionando a pele, o que causa a cicatriz.

Além disso, pessoas com graus muito altos de acne, se não optarem por um tratamento, também podem sofrer com cicatrizes de acne, embora não apertem as espinhas e cravos. Isso porque existe tipos de pele mais propensos a terem acne, e sobretudo, desenvolverem a cicatriz de acne.

No entanto, outra grande causa da cicatriz de acne na pele é, sem dúvidas, a exposição solar sem a devida proteção. Sendo assim, pessoas que se expõem muito ao sol sem usar filtro solar de proteção facial específico, são mais propensos a desenvolver cicatrizes de acne.

Quais os tipos de pele mais propensos a terem cicatriz de acne?

Guia da Farmácia

Não existe um tipo de pele específico que seja mais fácil de se formar uma cicatriz. Isso porque todos os tipos de pele, dentre as diversas etnias, têm a mesma composição em camadas. No entanto, existem tipos de pele que são mais propensos a terem acne, o que influencia nas cicatrizes.

Sendo assim, em peles mais oleosas são mais fáceis de aparecerem as indesejáveis acnes. Por isso, uma rotina de cuidados com a pele pode te ajudar a reduzir a oleosidade e assim evitar as espinhas e cravos. Por outro lado, peles mais secas são mais possíveis de terem falta de colágeno. O colágeno, por sua vez, é a proteína que ajuda na regeneração da pele, em casos de manchas e cicatrizes.

Pense com a gente: quando você quebra um osso, o cálcio e o colágeno são as principais fontes de proteína para reconstruir o osso. Assim, isso também acontece com a sua pele. O colágeno é responsável por manter a elasticidade da pele e deixá-la jovem e firme. Por isso, durante sua rotina de skincare, não se esqueça nunca da etapa de hidratação da pele.

Além disso, procure por produtos que contenham colágeno ou outro tipo de propriedade que seja eficaz para manter a elasticidade e aumentar os níveis de hidratação da sua pele para que ela fique firme e evite o surgimento da cicatriz de acne.

Os graus de acne e as cicatrizes

Dermatologia e Saúde

Pessoas com alto grau de acne são mais prováveis de desenvolverem cicatrizes por causa desse problema. Por isso, vamos apresentar a seguir os 3 tipos de grau de acne que merecem atenção especial. Então, se você se identificar com alguma das características listadas abaixo, procure um dermatologista para receber o tratamento correto para cuidar da sua acne.

Dentre os 3 tipos, temos primeiro a acne de grau 3. Pessoas que têm esse tipo de problema, sofrem com cravos, espinhas elevadas, pápulas e lesões com muito pus. As espinhas podem ser doloridas ou não.

Já pessoas que têm acne no grau 4, sofrem com todos esses problemas do grau 3, porém também é possível perceber alguns cistos e nódulos na pele, que são as inflamações mais profundas. Aliás, essas inflamações tendem a soltar um grande volume de secreção (pus, sangue e água).

Por fim, no nível mais extremo de acne, temos o grau 5. Por isso, pessoas que têm acne no grau 5, além de possuírem todas as características dos outros graus, ainda passam por uma inflamação generalizada da pele, o que pode levar a pessoa a sentir mal estar e febre. Em casos graves, as dores que a acne causa nessas pessoas pode levar a desmaios ou dores locais muito fortes.

Tipos de cicatriz de acne

Apesar de todo mundo saber identificar uma cicatriz, existem três tipos de cicatriz de acne diferentes que podem surgir na sua pele. Para tratá-las corretamente, é preciso que você conheça bem cada uma delas e entenda como e porque elas se formam.

Portanto, acompanhe agora quais são esses três tipos de cicatrizes:

Atróficas

Belplástica

As cicatrizes atróficas são as mais comuns e também as mais odiadas entre as pessoas com problemas de pele. Isso porque elas se parecem com buraquinhos na pele, o que deixam a impressão de uma pele “esburacada”. Ainda, as cicatrizes atróficas podem ser divididas em dois tipos: as distensíveis e as não distensíveis.

A grande diferença entre as duas é a sua superficialidade. As cicatrizes distensíveis “somem” quando a pele é esticada. Por isso, entendemos que a sua superficialidade é maior. Já as não distensíveis são mais profundas, e não somem quando a pele se estica. Dessa forma, essas últimas requerem um tratamento mais agressivo e, mesmo assim, podem não sumir completamente.

É nessa definição que as cicatrizes do tipo icepick são associadas. Essas são aquelas cicatrizes bem pequenas, que se assemelham a poros dilatados, sendo assim, muito difíceis de serem tratadas.

Distróficas

Mybeleza

Assim como as atróficas, as cicatrizes distróficas formam uma região profunda na pele. No entanto, esse tipo de cicatriz não tem uma forma regular como as atróficas. Ou seja, elas tem formas irregulares, que podem parecer como ondulações ou até mesmo canais de profundidade na pele.

Por serem mais profundas que as outras cicatrizes, esse tipo também requer um tratamento mas intensivo para reconstrução da pele e desaparecimento da cicatriz.

Hipertróficas

Veja

Ao contrário das outras duas, esse tipo de cicatriz é elevada da pele, sendo muitas vezes relacionada com as queloides. Essas cicatrizes ocorrem por uma desregulação na produção de colágeno. Dessa forma, a proteína é produzida excessivamente, e acaba por deixar uma protuberância no lugar onde houve a lesão.

Esse tipo de cicatriz pode ficar dura e em alto relevo na pele, sendo um incômodo muito grande para a aparência de quem as possui.

Como prevenir e o que não fazer com a cicatriz de acne

Dermaclub

Acima de tudo, você não deve nunca tentar espremer espinhas ou cravos, sem o acompanhamento de um profissional. Se você não resiste à tentação de espremer aquele cravo ou espinha inflamados, tente optar por fazer limpezas de pele com pessoas especializadas, o que também irá ajudar a evitar o aparecimento de novas inflamações.

Mas, a melhor maneira de prevenir mesmo as cicatrizes de acne, é prevenindo a própria acne. Isto é, mantendo uma rotina de cuidados com a pele correta, você pode evitar o aparecimento das espinhas e cravos mais inflamados e ainda não ter de lidar com o problema das cicatrizes. Por isso, o importante é você se consultar com um médico para saber qual o tratamento adequado para prevenir o seu tipo de acne.

No entanto, o Área de Mulher preparou uma lista com alguns meios de ajudar na prevenção das espinhas e consequentemente, do surgimento de cicatriz de acne. Confira!

1. Sempre remover toda a maquiagem da pele

Blog e-lens

Depois de um dia corrido de trabalho, a primeira coisa que você deve fazer é remover totalmente a maquiagem da sua pele. Isso irá evitar que seus poros fiquem cheios de sujeira, e deixando-os respirar, a acne provavelmente não irá se formar.

2. Lavar o rosto duas vezes ao dia

Cláudia Abril

Para manter a pele saudável e limpa, também é preciso fazer a lavagem correta do rosto. Por isso, utilizando um tipo de sabonete específico para sua pele, você deve lavar o rosto pelo menos duas vezes ao dia para evitar o aparecimento de acne e de oleosidade indesejada. Afinal, uma pele limpa te trará a sensação de leveza, além de evitar as acnes.

3. Usar produtos antiacne pode evitar cicatriz de acne

Guia 55

Acima de tudo, o uso de produtos antiacne deve ser acompanhado por um dermatologista. Dessa forma, o profissional irá recomendar um produto específico para o seu tipo de pele que ajudará a evitar a formação de novas espinhas e cravos. Assim, você vai evitar também as lesões que causam cicatriz de acne.

4. Usar tônico facial para limpar a pele profundamente

Área de mulher

Além de lavar o rosto corretamente ao longo do dia, é essencial o uso de um tônico adstringente para que a sua pele fique limpa por completo. Isso porque o tônico de limpeza facial irá limpar profundamente os seus poros, evitado a produção excessiva de sebo, que causa acne. Por isso, fique de olho nos produtos desse tipo, e peça ajuda para um profissional em caso de dúvida sobre qual comprar.

5. Usar filtro solar antioleosidade

Diário do aço

Apesar da recomendação de usar filtro solar ajudar tanto na prevenção quanto no tratamento da acne e da cicatriz de acne, vale salientar que o uso desse produto deve ser diário. Além disso, busque por protetores antioleosidade ou antiacne, pois esses irão controlar a produção de sebo da pele e irão deixá-la sequinha e macia.

8 tratamentos possíveis para a cicatriz de acne

Por fim, se você já sofre com os problemas e possivelmente já tem muitas cicatrizes de acne, existem alguns tratamentos que podem te ajudar a reconstruir sua pele e ter a tão sonhada pele de pêssego: macia e firme. Por isso, o Área de Mulher trouxe os melhores tratamentos para você alcançar seu objetivo.

No entanto, vale ressaltar que tais tratamentos precisam ser acompanhados por um profissional da área e muitos deles podem ter contraindicações, dependendo do seu tipo de pele e das suas condições de saúde. Por isso, procure um dermatologista antes de buscar por qualquer um desses tratamentos para cicatriz de acne.

1. Cremes e pomadas para cicatrização

Guia 55

Antes de mais nada, esse tipo de tratamento pode servir para pessoas que sofrem com cicatrizes de acne leves e moderadas. Sendo assim, um dermatologista poderá te indicar produtos que aumentem a produção de colágeno na pele, para reestabelecer a elasticidade e reconstruir as imperfeições.

Esse tratamento tem indicação especial para as primeiras fases do surgimento de acne, ou seja, na infância e na adolescência. Por isso, é importante que assim que surgirem espinhas ou cravos na sua pele, você consulte um médico, pois prevenir e tratar desde o princípio pode salvar a sua pele.

2. Dermoabrasão ou microdermoabrasão

Ser cirurgia plástica

Esse tipo de tratamento é indicado para pessoas com cicatriz de acne que formam pequenas ondas na pele. Isso porque esse tratamento não é tão agressivo e assim só dá resultado em cicatrizes não muito profundas de acne. Aliás, esse tratamento é feito como um tipo de esfoliação, com equipamentos que retiram as células mortas da pele.

Isso ajuda com que a produção de fibroblastos (células de cicatrização) e de colágeno seja aumentada, o que dará mais firmeza para a pele e consequentemente fará com que a cicatriz desapareça mais depressa. Porque, além de induzir a produção dessas proteínas, a retirada da camada mais externa da pele deixa o ambiente livre para receber os cremes e pomadas de cicatrização já mencionados.

3. Peeling

Clínica Avivah

O peeling é um procedimento muito conhecido para clareamento da pele. No entanto, você sabia que ele também pode ajudar a melhorar as cicatrizes de acne?

Isso porque o peeling, especialmente os com ácidos, resultam na melhora e promoção da renovação celular. Sendo assim, os tecidos se regeneram mais rapidamente, então, quando as células se multiplicam, há um reestabelecimento da forma natural da pele, sem cicatrizes!

Para o sucesso do peeling, a recomendação é que você já não tenha mais nenhuma espinha ou cravos no rosto, e ele funciona para diferentes níveis de cicatrizes. No entanto, o tratamento precisa de no máximo 15 sessões, sendo recomendado uma vez por semana.

4. Microagulhamento

Biomedicina Estética

Assim como o peeling, o microagulhamento irá promover uma renovação das fibras da pele, uma regeneração dos tecidos e um estímulo na produção de colágeno. Ele é indicado para todos os tipos de cicatrizes, e o tratamento consiste em passar no rosto um rolinho com microagulhas de 0.05mm que furam a pele para estimular suas células.

Esse tratamento pode causar certa dor ou desconforto, devido às perfurações, e por isso pode ser necessária a utilização de uma pomada anestésica antes de começar o tratamento. Por fim, para evitar manchas dos furos, o paciente que optar por essa solução deve, indiscutivelmente, usar filtro solar todos os dias e evitar exposição ao sol.

Procure um profissional experiente para esse tipo de tratamento, visando alcançar melhores resultados.

5. Laser

Biomedicina Estética

Quando os tratamentos anteriores não funcionarem, a pessoa com cicatriz de acne pode optar pelo laser. O laser é um tratamento que promove a transformação das fibras de colágeno da pele, sendo um pouco mais agressivo que os já mencionados.

Isso porque, ao optar pelo laser, o profissional capacitado aplica o laser na área afetada, o que pode provocar uma sensação de queimação na pele. No entanto, as mudanças só aparecem em torno da terceira sessão de laser, e a quantidade de sessões acontece por indicação de um profissional.

6. Ácido hialurônico: preenchimento da pele

VIX

Em casos muito graves de cicatriz atrófica, aquelas cicatrizes profundas na pele, pode ser necessário a aplicação de injeções para reconstrução da área.

Esse tratamento é conduzido por um dermatologista e consiste basicamente em preencher as partes afundadas da pele com ácido hialurônico, ou alguma outra substância recomendada pelo profissional, podendo ser utilizada até mesmo gordura da própria pessoa.

7. Injeção de plasma

Blog Buona Vita

Muito parecido com o tratamento com ácido hialurônico, a injeção de plasma nada mais é do que, com ajuda de uma agulha, injetar plasma e sangue da própria pessoa na pele para amenizar as cicatrizes.

O sangue, por sua vez, não consegue ser totalmente absorvido, o que gera um coágulo que resulta na produção de mais fibras de colágeno pelo corpo. Embora esse tratamento não seja muito utilizado para cicatriz de acne, ainda é um tratamento importante que deixa a pele lisa e firme.

8. Excisão e sutura para tratar cicatriz de acne hipertrófica

Clínica Carla Vidal

Em casos diferentes dos de cima, em que os tratamentos ocorrem em cicatrizes atróficas, existe também tratamento para as cicatrizes hipertróficas, ou seja, aquelas cicatrizes “saltadas”. Dessa forma, o melhor tratamento é uma cirurgia simples, de excisão e sutura.

A cirurgia consiste em basicamente tentar dar uma melhor aparência para essas cicatrizes, removendo a parte levantada da cicatriz com um corte pequeno, que irá resultar em uma cicatriz menor e mais imperceptível do que a da acne. Por ser um tratamento invasivo, ou melhor, uma mini cirurgia, a indicação é procurar um médico, nesses casos.

Enfim, em todo o caso, um dermatologista é o profissional perfeito para recomendar como você deve cuidar da sua pele e ficar com a beleza e a saúde da pele em dia. Aliás, se você gostou dessa matéria, tenho certeza que também irá gostar de saber sobre Manchas de acne – Dicas do que fazer para clarear e prevenir as marcas.

Fontes: Dermaclub, Sallve, Tua Saúde

Imagem de destaque: ADCOS Profissional

Imagens: Curitiba Clínica Adventista, Guia da Farmácia, Dermatologia e Saúde, Belplástica, Mybeleza, Dermaclub, Veja, Blog e-lens, Cláudia Abril, Guia 55, Área de mulher, Diário do aço, Guia 55, Ser cirurgia plástica, Clínica Avivah, Biomedicina Estética, Biomedicina Estética, VIX, Blog Buona Vita, Clínica Carla Vidal.

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você