Rosto inchado: quais são as principais causas, como amenizar?

Todo mundo já acordou com o rosto inchado ou então experimentou a sensação alguma vez na vida. Confira as principais causas disso:

Rosto inchado ou edema facial, como é tecnicamente conhecido, pode acontecer por vários motivos. Geralmente esse é um problema facilmente tratado, pois o inchaço costuma ser algo comum ao seu dia a dia. Porém, é importante destacar que existem causas que precisam de ajuda médica e de cuidados especiais.

O rosto inchado, por exemplo, pode ser resultado de uma pressão maior durante o sono na região. Contudo, pode também  indicar algum tipo de problema grave, que merece a atenção de um médico especialista. Principalmente, se o inchaço aparecer de repente ou então sem um motivo aparente, mesmo horas após você acordar.

Além do mais, vale ressaltar que ele pode surgir por um problema dentário, ou após uma cirurgia. Você também pode acordar com o rosto inchado após consumir bebidas alcoólicas ou por ter ido numa churrascaria de rodízio na noite anterior, como, por exemplo.

Sendo assim, abaixo você confere um pouco mais detalhadamente sobre os motivos que podem estar lhe causando o rosto inchado e quando você deve se preocupar.

Principais causas do rosto inchado

Como dito anteriormente, são várias possibilidades de causas para o rosto inchado, a seguir vamos conhecer as mais comuns e o que fazer em cada caso:

1. Consumo excessivo de sódio

A primeira e uma das mais comuns é o consumo em excesso de alimentos com muito sódio. Ingerir grandes quantidades desse de sal e sódio acaba causando o inchaço não apenas do rosto, mas também de outras partes do corpo como mãos e pernas. 

Como tratar

O primeiro passo é reduzir o consumo desse tipo de alimento, bem como evitar colocar muito sal nas suas receitas. Mas, se o inchaço no rosto vier acompanhado de outros sintomas como urina com sangue ou muito cansaço, a recomendação é procurar um médico para avaliar o caso.

2. Doenças infecciosas

Outra causa comum é a presença de doenças infecciosas como sinusite ou mesmo picadas de inseto. Ambas a situações podem levar ao inchaço no rosto, geralmente acompanhado de outros sinais, como febre e dificuldades para enxergar.

Como tratar

O primeiro passo é fazer uma consulta médica para determinar a causa e então começar o tratamento de acordo com a doença, o que normalmente inclui o uso de antibióticos.

3. Dormir pouco ou em excesso

Não dormir o tempo suficiente, não tendo o descanso adequando, bem como dormir mais do que o indicado pode resultar no inchaço no rosto. Isso acontece devido à pressão da face sobre o travesseiro durante o sono. Contudo, nesse caso, o inchaço não é tão marcante e melhora rapidamente no decorrer do dia.

Como tratar

Esse tipo de inchaço normalmente não vem acompanhando de mais sintomas e tende a sumir em algumas horas, sendo bastante comum e normal. No entanto, se não melhorar horas depois de acordar e caso tenha outros sintomas como falta de ar ou inchaço em outras regiões, o recomendado é ir ao hospital. 

4. Efeito colateral de remédios

Esse tipo de sintoma pode acontecer em decorrência do uso de determinados tipos de remédios, como anti-hipertensivos, corticoides, anticoncepcionais e até anti-inflamatórios. Nesse caso, o inchaço pode aparecer também em outras regiões, como pernas e mãos.

Como tratar

Se essa for a causa do inchaço no rosto, o médico que receitou o tratamento deve ser consultado para fazer uma avaliação e se for o caso trocar ou suspender o medicamento. Sendo assim, o sintoma tende a desaparecer após a troca ou interrupção do uso do remédio.

5. Cirurgia na cabeça, boca, rosto, pescoço

Nesse caso é super normal e até esperado que haja um inchaço no rosto. Cirurgias dentárias, na cabeça ou pescoço tendem a causar inchaço na região envolvida. Além disso, pode vir acompanhada com dor e dificuldade para movimentar a parte que passou pelo procedimento.

Como tratar

Esse tipo de inchaço normal costuma desaparecer naturalmente após alguns dias do procedimento. Mas se isso não acontecer, e tiver outros sintomas, como febre e dor, pode ser um indicativo de alguma infecção e deve ser tratada de acordo com recomendação médica. 

6. Gravidez

Já no caso de gravidez, o inchaço no rosto não é muito comum, e pode ser um indicativo de pré-eclâmpsia. Se for esse o caso, o inchaço vem acompanhado de outros sintomas, tais como pressão alta, redução da urina e até dificuldade para respirar.

Como tratar

Por não ser algo comum, o ideal é procurar o seu obstetra o quanto antes, para que possa tratar e evitar que o quadro evolua para algo mais grave.

7. Hipotireoidismo

No caso de hipotireoidismo, o inchaço no rosto recebe o nome de mixedema, e costuma estar ligado ao não tratamento da doença. Nesse caso, o inchaço afeta também as pálpebras e o dorso das mãos, bem como pode ter outros sintomas da doença, como fadiga, ganho de peso e prisão de ventre.

Como tratar

O primeiro passo é procurar um endocrinologista para avaliar o quadro e confirmar se há outros sintomas de hipotireoidismo. Caso seja confirmado o diagnóstico, com o tratamento da doença, o inchaço no rosto tende a diminuir. 

8. Alergia

Reações alérgicas à alimentos, medicamentos , cosméticos, picadas de insetos e etc, também podem resultar no inchaço no rosto. Se for essa a causa, a reação alérgica pode vir acompanhada de coceira e vermelhidão na região afetada.

Como tratar

Caso você suspeite que a causa é uma reação alérgica procure o quanto antes o atendimento de urgência do hospital mais próximo. Desse modo, o médico irá avaliar sua condição e indicar o tratamento mais adequando. 

9. Pancada na cabeça

Sofrer alguma lesão ou pancada na cabeça também pode ser uma das causas do inchaço no rosto. Nesse caso, o inchaço vem com dor e até mesmo desorientação devido ao trauma. No entanto, tende a passar logo depois. Mas se após a pancada, a pessoa tiver confusão mental, sono em excesso e crises convulsivas, pode ser algo mais grave do que parece.

Como tratar

No primeiro momento, usar gelo sobre a região ajuda a aliviar a dor e diminuir o inchaço. Mas, no caso de outros sintomas mais graves depois da pancada, a recomendação é ir ao hospital para uma avaliação apropriada. 

10. Dor de cabeça

Determinados tipos de dor de cabeça, como por exemplo a cefaleia em salva, pode provocar inchaço na região da face, além é claro da dor que vem com as crises.

Como tratar

Normalmente o inchaço e outros sintomas costumam aliviar naturalmente a medida que a dor passa. Mas se não passar o ideal é marcar uma consulta com médico especialista, um neurologista para avaliar detalhadamente o caso e a condição do paciente.

11. Tratamento de câncer

Tratamentos como quimioterapia ou imunoterapia também podem resultar no inchaço no rosto. Isso devido ao efeito do tratamento sobre o tumor, sendo mais comum no começo do tratamento.

Como tratar

Então, caso o inchaço venha seguido de sintomas como sonolência ou redução de urina, é fundamental consultar o médico responsável pelo tratamento para uma avaliação mais detalhada do caso.

12. Desnutrição grave

Por fim, outra causa do inchaço no rosto está relacionada a uma alimentação com deficiência de proteínas, e geralmente ocorre em crianças. Se for esse o caso, o inchaço normalmente começa nas pernas, tendo ligação com a atrofia muscular, bem como aumento da barriga, cor amarelada, queda de cabelo e problemas de crescimento.

Como tratar

A recomendação é uma alimentação balanceada, rica em proteínas e que atenda todas as necessidades nutricionais do paciente. Mas se os sintomas citados acima já estiverem presentes, é fundamental procurar um médico pediatra o quanto antes. E quando a desnutrição melhora, o inchaço desaparece. 

O que fazer para desinchar o rosto?

A seguir, reunimos algumas dicas simples mas muito eficazes para ajudar a desinchar o rosto:

1. Beber água e fazer exercício

A nossa primeira dica para desinchar o rosto é beber 2 copos de água e depois fazer uma caminhada rápida ou correr por cerca de 20 minutos. O ideal é fazer isso antes do café da manhã. Na verdade, esse combo de atitudes promove o aumento da circulação sanguínea e a formação de uma maior quantidade de urina. Ou seja, naturalmente irá eliminar o excesso de líquidos do seu corpo.

Logo após, você poderá tomar o seu café da manhã. Porém, lembre-se de evitar os alimentos processados, e que fazem mal para o organismo. Por isso, indicamos que você invista mais em alimentos como iogurte natural ou um suco de frutas diurético. Aliás, abacaxi com hortelã é uma excelente opção para o café da manhã.

2. Aplicar água fria e gelo

Basicamente, o frio pode promover uma diminuição do diâmetro dos pequenos vasos sanguíneos. Ou seja, isso pode ajudar a diminuir o edema de forma simples e rápida. Por isso, é indicado que você lave o rosto com água gelada. Essa pode ser uma estratégia mais fácil e também eficaz.

Além do mais, você pode também embrulhar uma pedra de gelo em uma guardanapo, ou em uma sacola; e passar em volta dos olhos com movimentos circulares. Assim sendo, essa também é uma boa forma de você eliminar o excesso de líquido da região.

3. Tomar um remédio diurético

Nosso intuito é ajudar você a desinchar o rosto sem precisar usar remédios. Porém, caso as demais dicas não funcionem, talvez o diurético seja o que você precisa. Isso porque esse tipo de remédio estimulo os seus rins a filtrar mais o sangue. Ou seja, ajudam o corpo a eliminar mais água e sódio através da urina.

Além do mais, podem ajudar no controle da pressão sanguínea. Contudo, não se automedique! Até porque diuréticos podem ser prejudiciais à saúde, se tomados indiscriminadamente.

4. Fazer drenagem linfática facial

Basicamente, uma massagem que você mesma consegue fazer em sua casa já ajuda. Essa, aliás, é uma ótima aliada e uma excelente solução natural para desinchar o rosto. No entanto, o ideal é procurar um especialista em drenagem linfática para fazer o tratamento e te ensinar o jeito correto de fazer a massagem.

5. Dormir com travesseiro mais alto

Pode parecer uma dica boba e ineficaz, mas não se engane. Construir o hábito de dormi com um travesseiro um pouco mais alto faz muito diferença. Isso porque ajuda a evitar o acúmulo de líquidos linfáticos na região do rosto, consequentemente evitando o inchaço.

6. Compressa de chá de camomila

Por fim, uma dica também muito simples, a compressa de chá de camomila. Como a camomila tem um efeito calmante, a compressa com a bebida ajuda e muito a reduzir o inchaço na região. Para isso, a dica é embebedar um algodão com a bebida e colocar sobre a as partes inchadas e deixar por uns 10 minutinhos e isso já ajudará bastante.

Quando procurar ajuda?

De modo geral, o inchaço matinal tende a desaparecer após algumas horas. No entanto, se o inchaço continua depois de algumas horas após acorda, pode ser um sinal de alerta e deve-se investigar o que pode estar causando isso.

Por exemplo, em casos em que o inchaço vai aumentando muito em questão de minutos ou horas, e vem acompanhando de coceira, e outros sintomas, a recomendação é procurar um hospital o mais rápido possível. Isso porque isso pode caracterizar um caso grave que precisa ser acompanhado e tratado por um médico.

Além disso, outros casos que o inchaço vem acompanhado de inflamação ou outra infecção, causando vermelhidão na região, bem como dor, também requer ajuda médica. 

LEIA MAIS: 

Radiofrequência no rosto, quem pode fazer e para que serve?

7 dicas para fechar poros abertos no rosto e como evitar

10 benefícios do vinagre de maçã no rosto? Como fazer em casa e cuidados

Qual o formato do seu rosto? Você consegue identificar?

Quais os tipos de manchas no rosto e como tirá-las?

Furinhos no rosto – Prevenção e tratamentos para remoção

Bibliografia:

  • LARGEAU, Bérenger et al. Drug-induced peripheral oedema: An aetiology-based review. Br J Clin Pharmacol. Vol.87, n.8. 3043-3055, 2021
  • KATZ, Douglas I; COHEN, Sara I; ALEXANDER, Michael P . Chapter 9 – Mild traumatic brain injury. Handbook of Clinical Neurology. Vol. 127. 131-156, 2015
  • VELURI, Nikhila; BADWAL, Karun. Idiopathic Edema: A Case Report. Cureus. Vol.11, n.7. 2019
  • SINGH, Ashutosh K et al. Do the Benefits of Systemic Corticosteroids Outweigh Adverse Effects During Maxillofacial Trauma Surgery? A Systematic Review and Meta-Analysis. J Oral Maxillofac Surg. Vol.79, n.7. e1-e21, 2021
  • VILLAS, Jose M C. Tumour lysis syndrome. Medicina Clínica. Vol.152, n.10. 397-404, 2019

Fontes: Tua saúde  Dicas de Mulher Rede Dor 


Outras postagens

1 1 vote
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários