Dicas & Truques

Horta em casa – Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa

Ter uma horta em casa é mais simples do que se imagina e muito vantajoso. E o melhor de tudo, dá para montar uma horta até em lugares com pouco espaço.

Atualizado em 10/08/2020

Quando se fala em ter uma horta em casa, as pessoas logo pensam que para isso é preciso ter muito espaço, e de preferência um quintal. E de fato, um quintal espaçoso pode facilitar o plantio e cultivo de plantas, mas também dá para fazer isso em outros ambientes.

Outro detalhe que desamina muita gente de começar a investir em uma horta doméstica, é a ideia de que o plantio orgânico demanda muito tempo e dinheiro. Mas não necessariamente.

Morar em uma casa pequena, ou apartamento não é desculpa para não investir em uma horta doméstica. Tudo é uma questão de adaptação, e dá sim para ter um horta em casa bem diversa e equipada. Obviamente o cultivo de qualquer planta necessita de uma certa dedicação, mas isso pode ser muito positivo.

As vantagens de se cultivar plantas em casa são enormes. A começar pela saúde, além de ser um incentivo a mais para consumir alimentos orgânicos, o hábito de cuidar das plantas e hortaliças pode ser muito terapêutico e relaxante.

Portanto, hoje iremos conhecer dicas de como montar uma horta em casa, cultivar e cuidar das plantas. Além de entender como funciona o plantio das hortaliças mais indicadas para se cultivar em espaços reduzidos.

Benefícios de se ter uma horta em casa

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
Garça Online

Ter uma horta em casa é bom em vários sentidos. Primeiro porque é uma ótima forma de incluir vegetais na alimentação diária. Além do fato de que cultivando os seus próprios vegetais, você tem a garantia de estar consumindo alimentos totalmente livres de agrotóxicos e saudáveis. Ou seja, é um ótimo incentivo para se ter hábitos mais saudáveis.

Para quem tem crianças em casa, cultivar qualquer planta que seja é uma ótima forma de ensinar diversos valores para os pequenos. E mais do que isso, cuidar e manter uma horta também pode ser uma atividade para ser desenvolvida em família, fortalecendo os laços e o companheirismo entre pais e filhos, por exemplo.

Sem contar que para quem vive só na cidade, essa pode ser uma forma de proporcionar maior contato com a natureza para as crianças. Ao mesmo tempo que ensina lições valiosas, sobre responsabilidade e sustentabilidade.

Além disso, pode ser uma forma de economizar dinheiro. Isso porque ao cultivar seus próprios vegetais, você evita de gastar muito em compras, além de consumir alimentos que você conhece realmente a procedência. E para quem busca deixar a casa mais aconchegante e fresca, uma horta doméstica pode se adaptar perfeitamente à decoração do ambiente.

E por fim, ter uma horta em casa pode ser realmente positivo para o bem estar de quem cultiva as plantas. Se trata de uma atividade relaxante, que está relacionada diretamente à qualidade de vida. Estamos falando de uma experiência simples, mas que implica em um maior contato com a natureza e a satisfação de poder consumir um alimento fresco, cultivado por você mesma.

Começar uma horta em casa

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
O Liberal

Então, sabendo de tudo isso, é hora de pensar em começar a sua própria horta em casa. Não se preocupe que isso não é nenhum bicho de sete cabeças.

Como dito anteriormente, a falta de espaço não é um problema. Dá para ter uma horta doméstica sem gastar muito dinheiro e com pouco espaço. Basta ter os cuidados certos com a irrigação e adubagem, e se atentar as necessidades de cada espécie. Fazendo tudo isso corretamente, o resultado será uma variedade de vegetais de qualidades colhidos na sua própria casa.

Portanto, vamos aprender as dicas básicas para começar a montar a sua horta em casa.

Onde ter a horta

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
Cleanipedia

Não tem um quintal? Tudo bem, isso não é motivo para desistir de começar a sua horta. Seja uma casa pequena, ou mesmo um apartamento, com certeza tem um cantinho que recebe luz do sol. Esse é o local ideal para se ter uma horta doméstica, seja uma varanda ou uma janela.

Se o local disponível recebe luz do sol o dia todo, é perfeito para se montar uma horta completa, contemplando desde ervas, hortaliças até leguminosas. No caso de um ponto onde se tem poucas horas de luz por dia, é possível cultivar mais ervas e temperos. O ideal é escolher o lugar da casa com maior iluminação natural, baixa umidade e que não esteja exposto a ventos fortes.

Onde plantar

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
Alto Astral

Quanto ao plantio em si, você deve levar em consideração dois fatores: o espaço disponível e as espécies de deseja cultivar. Sendo assim, as formas mais comuns de se plantar são:

  • Diretamente no chão: essa é a opção ideal para quem tem um quintal espaçoso. É o método mais tradicional, já que as sementes ou mudas são plantadas diretamente na terra.
  • Em vasos: essa é a opção mais prática para quem tem espaço reduzido, já que os vasos vem em diversos tamanhos, materiais e formatos. E pode fazer parte da decoração.
  • Embalagens recicladas: funciona como os vasos, mas é uma opção mais barata e sustentável. Nesse caso pode-se usar garrafas pet, latas de alimentos, potes de vidro, caixas de leite e etc.
  • Floreiras: ideal para o cultivo de espécies que precisam de mais espaço. As floreiras são perfeitas para manter uma horta organizada e compacta.
  • Caixas de madeira: são opções espaçosas e baratas, ideais para o cultivo de plantas que demandam espaço para se desenvolver.
  • Hortas verticais: são perfeitas para espaços pequenos, já que o modelo aproveita bem o espaço próximo a paredes reunindo toda a horta em um único lugar.

Observação: no caso do plantio em vasos, potes e embalagens recicladas, os furos no fundo do recipiente são essenciais. Isso é importante para que não haja excesso de água no solo.

Que espécies plantar na sua horta em casa

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
HM Floricultura

Então, sabendo o local onde ficará a sua horta doméstica, e qual será o método de plantio, é hora de escolher o que irá plantar. As possibilidades são muitas, indo desde verduras, vegetais, até ervas, temperos e leguminosas.

Como dito anteriormente, essa escolha depende do espaço disponível para cultivo, já que cada espécie tem suas próprias necessidades. Desde o espaço para se desenvolver, até a quantidade de água e luz que deve receber.

Portanto, vamos conhecer mais sobre algumas das espécies de plantas mais comuns para se ter em uma horta em casa.

Hortelã

A hortelã pode ser plantada tanto por mudas, quanto por sementes, dependendo do tipo. O ideal é plantá-la em um local que não tenha muito vento. Se trata de uma planta muito resistente, até mesmo às mudanças climáticas. Contudo, é preferencial que o plantio seja feito durante temporadas mais amenas, como a primavera ou outono. Os cuidados após o plantio são básicos. Apenas manter o solo adubado e irrigado, e controlar o crescimento de ervas daninhas ao seu redor.

Salsinha

As sementes de salsinha precisam ser plantadas em recipientes mais fundos, com pelo menos 30 centímetros de profundidade. Isso porque as suas raízes precisam de espaço para se desenvolver. Uma dica, é deixar as sementes de molho em água um dia antes do plantio, assim ajuda a agilizar a germinação. Após o plantio, é só manter o solo bem irrigado e adubações regulares.

Cebolinha

A cebolinha é uma das queridinhas das hortas domésticas. Ela pode ser plantada em sementes ou muda, em qualquer estação do ano, mas em momentos em que o clima esteja mais ameno. Também é uma das plantas mais fáceis de se cultivar, já que precisa apenas de irrigação regular, e um solo bem adubado.

Alecrim

O alecrim também é muito popular em hortas pequenas, e pode ser plantado por mudas e sementes. O ideal é fazer o plantio em épocas mais quentes, como verão e primavera. Isso porque as plantas jovens não podem ser expostas demais ao frio.

Quanto aos cuidados, quando jovem, a planta é mais resistente e seca, e por isso demanda uma irrigação mais frequente. Contudo, ela pode ser reduzida quando a planta já estiver desenvolvida. Na hora de colher, é importante não retirar mais da metade dos ramos, para não atrapalhar o seu crescimento.

Manjericão

O manjericão é plantado a partir das sementes, mas suas mudas podem ser transferidas de lugar quando atingir pelo menos 10 centímetros. Por ser uma planta que não se desenvolve bem em baixas temperaturas, o ideal é plantar manjericão em épocas quentes. Os cuidados após o plantio, incluem uma irrigação regular, para manter o solo em umidade média.

Alface

O alface pode ser plantado em sementes em um lugar definitivo, ou ser transplantado quando já tiver pelo menos 4 folhas. Como se trata de uma hortaliça delicada, a época ideal para o seu plantio é quando o clima estiver ameno, principalmente na primavera e outono. Os cuidados são bem simples, um solo adubado e uma irrigação regular já são suficientes para o seu desenvolvimento.

Na hora de colher as folhas, o ideal é cortar a planta pela base, deixando um pedaço do caule sobre o solo para que novas folhas possam brotar.

Couve

Já a couve é uma planta que precisa de um espaço maior para se desenvolver. Desse modo, seja em sementes ou mudas, o ideal é que o plantio seja feito em vasos que tenham pelo menos 25 centímetros de diâmetro. A couve pode ser plantada em qualquer época do ano, no entanto, ela se desenvolve melhor no frio. Sendo assim, no verão é normal que o seu crescimento seja menor.

Além disso, o solo deve ser bem adubado e irrigado. E uma dica para estimular o seu crescimento, é cortar a ponta do caule principal.

Brócolis

O bom do brócolis, além de muito saboroso é que ele pode se desenvolver bem em espaços reduzidos. Assim, ele pode ser cultivado a partir de sementes ou mudas durante todo o ano. Contudo, é uma planta que precisa de muitos nutrientes, por isso é essencial manter o solo bem adubado e as irrigações regulares.

Morango

Por não ter raízes muito profundas, o morango pode ser facilmente cultivado em vasos e recipientes menores. O mais comum é que o plantio seja feito por meio de mudas, mas também é possível fazer isso com sementes. O morango se desenvolve melhor em temperaturas mais amenas, por isso o ideal é fazer o plantio durante épocas que as temperaturas não são muito altas.

Sobre os cuidados, a dica é cortar os estolhos quando eles surgirem. Assim, a planta irá produzir mais frutos. A colheita deve ser feita quando os morangos estiverem maduros, cerca de 60 a 80 dias depois do plantio.

Cuidados com a horta em casa

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
RG

Para que que a sua horta se desenvolva bem e você colha alimentos de qualidade, é preciso tomar alguns cuidados essenciais.

Luz solar

O desenvolvimento e sobrevivência de qualquer planta depende da luz solar, por isso é muito importante posicionar a horta em um local iluminado e arejado. Ou então, transportar as plantas para receber luz do sol. As hortaliças, por exemplo, precisam receber pelo menos 5 horas de luz solar por dia. Pode ser no período da manhã ou da tarde, mas preferencialmente pela manhã.

Irrigação

Outra parte essencial do cultivo de uma horta é a irrigação. Desse modo, ela pode fazer total diferença para o sucesso ou fracasso da horta. Contudo, saber a quantidade de água que uma planta necessita pode ser uma tarefa difícil. A falta de água pode matar a planta, assim como o excesso, que pode apodrecer as raízes.

Sendo assim, o ideal é fazer os furos no fundo dos vasos, e tomar cuidado para não exagerar na quantidade de água. No caso dos vasos, a dica é regar mas sem deixar água escorrer no fundo. Quanto a quantidade de ideal de água, isso irá depender de cada espécie. Por isso é muito importante estar atento as características da planta, dá para notar quando ela está seca pelo solo e pelas folha.

De modo geral, o ideal é que as regas sejam diárias ou de dois em dois dias, preferencialmente pela manhã ou fim da tarde.

O solo

A preparação do solo antes do plantio e durante o cultivo é muito importante. Afinal, é na terra que as plantas irão obter os nutrientes para se desenvolver. Sendo assim, é imprescindível garantir que o solo usado em sua horta seja repleto de nutrientes e matéria orgânica.

Para quem acha difícil preparar o solo adequando para o plantio, é possível encontrar alternativas prontas, em lojas especializadas.

Adubação

O cuidado com o solo deve ser constante. Sendo assim, depois do plantio, deve se manter uma rotina de adubação, para que as plantas tenham sempre uma fonte de nutrição. A adubação orgânica é a forma mais simples e prática de manter esse cuidado.

A adubação pode ser feita a partir de compostos orgânicos, esterco de galinha ou gado, e etc. Cascas de ovos, de frutas e legumes são uma ótima fonte de nutrientes, além de oferecem uma boa cobertura para o solo. Portanto, para que as plantas se desenvolvam bem, o ideal é fazer adubações complementares quinzenalmente.

Colheita

A colheita é a parte mais satisfatória de todo o processo de cultivo, e a mais esperada também. O tempo certo para finalmente colher o que foi plantando varia bastante dependente da espécie da planta, época do ano, qualidade do solo, irrigação e prevenção de pragas.

Geralmente, o tempo estimado para colher cada vegetal vem especificado na embalagem das sementes. Contudo, não precisa se limitar somente a esse tempo. Até porque uma planta não precisa necessariamente chegar ao auge do seu desenvolvimento para ser colhida. Em muitos casos, a colheita antes do desenvolvimento completo pode ajudar com a que planta cresça mais rápido.

Controle de pragas

Horta em casa - Dicas de como plantar e cultivar hortaliças em casa
Im Grower

Engana-se quem pensa que apenas as grandes plantações estão sujeitas às pragas. As hortas domésticas também podem ser afetadas pelas pragas, porém em proporções menores. Sendo assim, é muito mais fácil prevenir e controlar o problema, para evitar maiores prejuízos as plantas.

Nesse caso, as pragas mais comuns são os pulgões, lagartas e lesmas. Contudo, elas podem ser combatidas de formas simples e utilizando ingredientes acessíveis e livres de agrotóxicos. Uma forma de combater esses invasores, é manualmente, com o uso de sabão neutro, detergente, extrato de pimenta ou alho.

Então, para garantir uma horta em casa saudável, evite o uso de qualquer tipo de veneno ou inseticida industrializado. Esses produtos podem afetar tanto as plantas quanto a sua própria saúde, e causar até uma intoxicação. Outra forma de se prevenir das pragas, é fazer a remoção das folhas contaminadas, e dos bichos presentes nelas. É muito fácil, eficiente e não agride as plantas. Se isso não for o suficiente para sanar o problema, você pode optar por inseticidas naturais.

Enfim, o que você achou dessa matéria sobre horta em casa? Aliás, aproveite para conferir também ideias práticas para a sua horta em casa.

Fontes: Dicas de Mulher Ciclo Vivo

Imagem destacada: M de Mulher

Imagens: Garça Online O Liberal HM Floricultura Alto Astral  Cleanipedia RG Im Grower