Curiosidades

Dermage – Fundação e história da 1° farmácia de manipulação do Brasil

A Dermage é uma marca nacional de dermocosméticos, pioneira e referência no mercado de manipulação voltado para a dermatologia.

Atualizado em 22/09/2020
Por Cristyele Oliveira

Primeiramente que se você é do tipo que está sempre por dentro dos melhores produtos cosméticos do mercado, com certeza já ouviu falar ou até mesmo usou produtos Dermage. Estamos falando de uma marca pioneira no seguimento de farmácias de manipulação voltada para a dermatologia. Aliás, ela foi a primeira farmácia do tipo no Brasil.

A Dermage é uma empresa nacional, que como várias outras começou como um negócio pequeno, mas que logo evoluiu para se tornar um referencial, quando o assunto é dermocosméticos. Tudo começou com o sonho da empresária Lisabeth Braun, que após vender um fusca verde investiu em um negócio próprio. Esse que mais tarde se tornaria uma marca de reconhecimento nacional.

Portanto, hoje a Dermage reflete o sonhos de Lisabeth e sua filha, uma marca brasileira feita por mulheres para mulheres. Além disso, conta lojas próprias e franquias espalhadas por todo o país, distribuição em farmácias e outros pontos de venda.

Sendo assim, vamos conhecer um pouco mais sobre a origem da Dermage, essa marca tão importante e significativa no mercado dermocosmético brasileiro.

Fundadora da Dermage

Valor Econômico

Antes de falar sobre a origem da marca, precisamos conhecer um pouco mais sobre a sua fundadora. Lisabeth Braun é descendente de imigrantes que vieram para o Brasil na época da Segunda Guerra Mundial e se estabeleceram no país, montando seu próprio negócio. A partir disso, já é possível perceber de onde vem a veia empreendedora de Lisabeth.

Mas antes de ter o seu próprio negócio, Lisabeth que é formada em bioquímica trabalhava em um hospital público no Rio de Janeiro. Era um bom emprego, com jornada reduzida em um ambiente moderno para a área. No entanto, isso não parecia ser o suficiente para ela, que se sentia desmotivada por ver pessoas com muitos anos de experiencia fazendo as mesmas coisas.

Então, ela fez uma viagem para a Argentina, e em Buenos Aires conheceu uma farmácia de manipulação. Na década de 1970, isso era algo inédito no Brasil, e nessa viagem ela viu uma oportunidade de empreender. Quando retornou ao Brasil, ela e o seu marido, Walter Braun tiveram a ideia de montar uma farmácia de manipulação na cidade do Rio de Janeiro.

E então, aos 30 anos de idade ela decidiu que era hora de mudar e alçar voos maiores, e assim ela fez. Lisabeth pediu demissão do seu serviço, vendeu o fusca verde que tinha e alugou uma pequena sala comercial e junto a uma sócia e abriu o seu primeiro negócio. Era o começo do que viria a se tornar a atual marca de dermocosméticos Dermage.

Primeira empresa

Vestindo Ideias

Na sua primeira empresa, um negócio quase que experimental, Lisabeth atuava em todas as áreas do seu negócio. Desse modo, além de trabalhar na manipulação dos produtos, ela também atendia os clientes, lidava com os médicos, trabalhava no plano de negócios e no financeiro. Ou seja, fazia de tudo um pouco.

Logo o negócio foi crescendo, e a pequena sala já não comportava toda a produção, e foi preciso mudar para um espaço maior. Não demorou muito para que a dupla de sociais inaugurassem outras três lojas. E os negócios deram muito certo, mas alguns anos depois Lisabeth e sua sócia decidiram que era hora de se separar para cada uma seguir seus próprios planos individualmente.

Nasce a Dermage

ASCOFERJ

E então, em 1990 Lisa, como é conhecida deu outra virada na sua vida. Era a hora e inovar de novo, e ela surge com um novo negócio e uma nova ideia, a Dermage. Com essa nova empresa, a ideia era industrializar as fórmulas e criar uma marca de dermocosmético. Aliás, esse foi o diferencial da nova empresa, e que logo conquistou a classe médica, um grande passo para o sucesso do novo empreendimento.

Para esse novo negócio, dada a experiência adquirida ela decidiu contratar profissionais da área administrativa e financeira para poder se dedicar ao desenvolvimento dos seus produtos. Mas como nem tudo são flores, até chegar onde chegou, a nova empresa passou por muitos desafios. Contudo, nada disso foi capaz de abalar a gestão dos negócios que continuou a crescer.

Então, apesar de todas as dificuldades, Lisa continuou a investir e se dedicar a Dermage. Com o grande crescimento, logo o seu marido, engenheiro saiu do seu emprego para assumir a gestão da empresa da esposa, e juntos eles consolidaram a Dermage como uma empresa referência no mercado de dermocosméticos.

Negócio familiar

Endeavor

Além de Lisabeth e o marido, a filha do casal, Ilana Braun também faz parte da equipe. Após um período trabalhando na Dermage, Ilana se interessou pelo negócio, e também largou o seu emprego para se juntar aos pais na empresa da família.

Sendo assim, com uma formação e grande experiência no ramo das finanças, a filha do casal trouxe novas perspectivas de crescimento e desenvolvimento para a empresa. Não demorou muito até ela assumir o cargo de CEO da Dermage e comandar a empresa fundada pela mãe.

Então, com esse suporte mais que especial na administração do negócio, Lisabeth pode se dedicar exclusivamente no desenvolvimento dos produtos. Desse modo, a marca conseguiu aumentar exponencialmente o seu porrifólio. Hoje a Dermage conta com mais de 300 produtos distintos, que incluem itens para cabelo, rosto, corpo, maquiagem, spa, nutricosméticos entre outros.

Além disso, aumentou também os seus canais de distribuição, mais de 60 lojas próprias e franqueadas, farmácias e demais pontos de vendas em todo o Brasil, incluindo a Sephora. Um marco importante para o grande sucesso da marca, é a credibilidade que ela mantém diante da classe médica, acumulando prêmios em congressos internacionais e claro, a aprovação dos consumidores.

Foco nas mulheres

Dermage

O público-alvo da Dermage são as mulheres, mas além disso, elas também compõem majoritariamente a equipe de colaboradores. Sendo assim, cerca de 90% dos trabalhadores da empresa são mulheres. Segundo a sua fundadora, Lisabeth, isso é porque as mulheres entendem as outras mulheres, e como consumidoras elas também sabem o que as outras procuram em um produto cosmético.

Mas muito além disso, essa política da empresa é também uma forma de valorizar as habilidades femininas em todas as áreas.

Enfim, você já conhecia a marca Dermage? Aliás, aproveite para conhecer também a história da marca Sephora.

Fontes: Endeavor Institucional Dermage Revista Saúde 

Imagem destacada: ASCOFERJ

Imagens: Endeavor Valor Econômico Jornal Webdigital Vestindo Ideias

Próxima página »

Escolhidas para você