Curiosidades

O que são fios de sustentação? Tipos e como é feito o procedimento

Fios de sustentação são um tipo de procedimento estético minimamente invasivo para realçar a beleza e reduzir a flacidez da pele. Existem dois tipos e o procedimento é simples e mais em conta que cirurgias tradicionais.

Que esse geração é a geração das cirurgias plásticas e dos procedimentos estéticos já está bem claro para todos nós. Até porque, está começando a ficar anormal você conhecer uma pessoa que nunca fez nenhum tipo de procedimento estético. Por isso, se você é uma dessas pessoas, merece os parabéns. Em vista disso, o assunto de agora será de um tipo de procedimento estético, os fios de sustentação.

Basicamente, estamos em uma geração, que é contra a velhice, ou seja, algumas pessoas ultimamente estão fazendo de tudo para não aparentarem serem mais velhas. Em vista disso, elas recorrem para alguns dos procedimentos estéticos, procurando mascarar a verdadeira idade.

Em resumo, iremos abordar de forma específica sobre um dos procedimentos estéticos que está começando a ficar mais comum, tanto pelo valor, que relativamente não é caro perto de uma cirurgia plástica. Como também, pela sua facilidade, que também comparada a uma cirurgia plástica é mais simples.

Enfim, esse procedimento que iremos abordar são os fios de sustentação. Ficou curiosa? Então vem com a gente.

O que são os fios de sustentação?

O que são e para que servem os fios de sustentação?
Fonte: Virtuosa Estética

Esses fios de sustentação, são literalmente fios que são colocados por dentro da pele, para “levantar” aquela parte “caída” da sua pele, restabelecendo então um novo contorno facial. Esse procedimento é indicado para quem perdeu certas características da pele por conta da flacidez e da ação do tempo

Basicamente, os fios de sustentação, ou fios de sutura Silhouette, são filamentos que possuem pequenos cones ao longo de seu comprimento. Entretanto, esses fios são produzidos com ácido polilático, que são substâncias capazes de estimular a atividade dos fibroblastos, as células produtoras de colágeno. Por conta disso, a produção de colágeno natural pelo organismo também acontece de forma mais rápida, o que garante maior regeneração das células.

Portanto, eles promovem um efeito de levantamento dos tecidos (lifting), fazendo assim uma correção no contorno do seu rosto, por exemplo, e erguendo também aquela pele que está meio caída e amolecida. Em vista disso, ele é usado para oferecer suporte e estrutura para a pele e também contra a flacidez da mesma.

Regiões que são aplicados os fios de sustentação:

  • Levantamento da testa;
  • Bochechas superiores e inferiores;
  • Região do pescoço;
  • Dobras nasolabiais;
  • Umbigo;
  • Braços, joelhos, coxas flácidos;
  • Boca.

Tipos de fios de sustentação

O que são e para que servem os fios de sustentação?
Fonte: Instituto Kopp

1. Fios de PDO:

Esses são fios pequenos feitos de polidioxanona, eles possuem boa durabilidade, sendo em média de 6 a 8 meses. Entretanto, agem com o tempo sob a pele, o chamado “lifting tardio”, e atuam com uma contração da pele. Esses fios são totalmente absorvidos pelo corpo, por conta da hidrólise, e por mais que sua absorção leve em torno de 6 meses, seus efeitos podem ser observados ao longo de bons 2 anos.

2. Fios poliláticos:

Já esses são fios feitos de ácido homônimo, eles são maiores e possuem uma resistência maior. Entretanto, são absorvidos de forma mais lenta, e também tem mais duração, sendo em média 1 ano e meio. Esses fios são um pouco mais grossos, e oferecem mais resultados com o tempo. Além disso, esses fios possuem âncoras diferentes.

No entanto, os fios sem âncora oferecem um lifting mais suave e com alta produção de colágeno, sendo o mais recomendado para o rejuvenescimento. Enquanto os fios com âncora fazem um lifting maior com as membranas podendo ser mais puxadas e esticadas. Contudo, após a aplicação os resultados já podem ser notados. Isto é, após o período de repouso necessário, algumas diferenças já podem ser apreciadas. Porém, sua aplicação é mais complicada e demorada, podendo levar até 2 horas de procedimento.

Como funciona o procedimento?

Fonte: Dr. Alexandre Adolfo

Como já foi dito ele é bem mais fácil que uma cirurgia plástica e também bem prático. Basicamente, é uma plástica sem cortes. Ele é feito com uma linha tensora, a qual tem efeito de lifting, ou melhor dizendo, levantamento da pele. Além ainda de ter uma ação rejuvenescedora contínua.

Os efeito de rejuvenescimento acontecem pela inserção dos próprios fios de sustentação, os quais são pequenos cones que fazem a fixação da pele ao tecido subcutâneo, a parte mais funda de gordura da pele, e promovem um efeito de tração, o qual é responsável por amenizar a flacidez da pele.

Além também de ocorrer pelo ácido polilático, que compõem os fios, os quais ajudam na produção de colágeno natural, que resultam no rejuvenescimento facial. E isso tudo ocorre em menos de uma hora de “cirurgia”, que é um dos motivos de ser considerado como um procedimento fácil e prático. No entanto, é muito importante que você procure profissionais habilitados e competentes para qualquer procedimento estético, lembre-se disso!

Qual o valor do procedimento?

Basicamente, o valor varia de região para região, de médico para médico e de paciente para paciente. Até porque cada caso é um caso.

No entanto, dependendo da quantidade e material dos fios utilizados pode variar de R$200 a R$500 reais.

Quem pode e quem não pode colocar?

O que são e para que servem os fios de sustentação?
Fonte: Isabella Barroso Martins

Se você ligar os pontos, esse procedimento é de certa forma para rejuvenescer uma pessoa, ou seja, pessoas que procuram e buscam esse procedimento são pessoas que estão a cima de 30 anos. E de certa forma, essa idade para cima é a mais indicada para tal procedimento.

Até porque, em algumas pessoas, depois dos 30 que começam a apresentar alguma flacidez. Entretanto, somente depois de uma avaliação presencial é que poderá determinar se o procedimento é indicado ou não. Pois, tal procedimento não é recomendado para pessoas com grau de flacidez elevado, pele muito fina ou muito grossa ou com a face obesa.

Pacientes também com doenças autoimunes, como lúpus eritematoso por exemplo, que estejam com algum tipo de infecção no local a ser colocado ou que tenham uma expectativa exagerada em relação ao tratamento não são recomendados para o uso dos fios de sustentação.

Cuidados pós procedimento com fios de sustentação

Fonte: Dr. Ricardo Dargham

Após passar por um procedimento com fios de sustentação, o indicado é manter alguns cuidados especiais, assim como qualquer outro procedimento. Portanto, para evitar possíveis complicações, é recomendado que a pessoa que passou por colocação de fios de sustentação na face durma de costas para baixo por 4 a 5 dias, de forma a evitar que o travesseiro tenha contato direto com o rosto.

Ainda, nas primeiras 48 horas podem surgir inflamações comuns, que poderão ser tratadas com a aplicação de compressas de gelo para diminuição do processo inflamatório. Além disso, usar protetor solar durante os primeiros dias do pós procedimento é essencial, assim como o uso constante desse produto te ajuda também a evitar manchas de sol na pele.

Lembrando, mais uma vez, que você deve sempre procurar um médico ou um profissional habilitado para fazer qualquer tipo de procedimento estético, e se você gostou da matéria, confira também outros tipos de procedimentos: O que é e como é feita a harmonização facial (estética)

Fontes: Luciana Pepino, Belle salute, Beauty blog

Imagem destaque: Midas Medicina e Estética

Imagens: Virtuosa Estética, Instituto Kopp, Dr. Alexandre Adolfo, Isabella Barroso Martins, Dr. Ricardo Dargham

Próxima página »

Escolhidas para você

Comentários

0 0 votos
Dê a sua opinião

guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Escolhidas para você